Sábado, Março 2, 2024
11.8 C
Lisboa
More

    “Hoje começa uma nova era na Argentina”, disse Javier Milei ao assumir a Presidência do país

    Javier Milei foi empossado neste domingo, 10, no cargo de Presidente da Argentina, enquanto o país se prepara para duros cortes de gastos e reformas económicas destinadas a conter a inflação que atingiu 130 por cento durante o Governo cessante. O economista ultradireitista de 53 anos de idade prometeu que não haverá “meias medidas”, numa país que enfrenta décadas de gastos excessivos, dívidas e controlo cambial complicados. “Juro por Deus e pelo país... exercer com lealdade e patriotismo o cargo de Presidente da nação argentina”, disse Milei ao prestar o juramento de posse.

    Milhares de apoiantes alinharam-se nas ruas em frente ao Congresso, agitando a bandeira azul e branca do país e entoando o grito de guerra de Milei de “liberdade!”

    “Hoje começa uma nova era na Argentina. Hoje damos por terminada uma longa e triste história de decadência e começamos o caminho da reconstrução do nosso país”, disse o novo Presidente ao discursar do lado de fora do Congresso.

    Ele acrescentou que os argentinos, de forma contundente, expressaram uma vontade de mudança e que “não há retorno, hoje enterramos décadas de fracassos e disputas sem sentido, brigas que só conseguiram destruir o nosso país e nos deixar na ruína, hoje começa uma nova era na Argentina, de paz e prosperidade”.

    Quanto aos desafios que tem pela frente, Milei disse que “nenhum Governo recebeu uma situação pior do que a que estamos a receber”e anunciou que “a solução implica, por um lado, um ajuste fiscal (…) que, diferentemente do passado, cairá sobre o Estado e não sobre o setor privado”.

    “Tenho que deixar claro que não há alternativa ao ajuste fiscal”, alertou o novo Presidente, reforçando que “do ponto de vista teórico, se um país carece de reputação, os empresários não investirão até que venha um ajuste fiscal”.

    Javier Milei reiterou que “não há dinheiro” e citou a população em situação de pobreza, os problemas no desempenho dos alunos argentinos na educação e a situação de emergência nas infraestruturas.

    “A situação da Argentina é crítica e de emergência”, afirmou o novel Presidente, lembrando ainda que “haverá inflação”, mas não como a que se regista agora.

    A cerimónia de posse de Javier Milei e da vice-Presidente Victoria Villarruel, foi presenciada por milhares de pessoas e por presidentes da Ucrânia, Paraguai, Ucrânia e Hungria, o rei da Espanha, e políticos da extrema direita, como o antigo Presidente brasileiro Jair Bolsonaro, acompanhado de políticos do seu Partido Liberal.

    O Presidente Lula da Silva, a quem Milei criticou durante a campanha, chegando a dizer que não falará com líderes da esquerda, esteve representado pelo ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira.

    Refira-se que Javier Milei tomou a faixa presidencial do Chefe de Estado cessante, Alberto Fernández.

    C/AFP

    Publicidade

    spot_img
    FonteVOA

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    PGR realça empenho no combate à criminalidade económico-financeira

    O Procurador-Geral da República (PGR), Hélder Pitta Groz, sublinhou esta sexta-feira, em Luanda, que o esforço e empenho da...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema