Sexta-feira, Abril 19, 2024
16.7 C
Lisboa
More

    Hackers divulgam palavras-passe de e-mails da ONU

    O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento é o mais afectado (Reuters)

    As Nações Unidas são o mais recente alvo dos Teampoison, grupo de hackers que publicou online os nomes de utilizador e as respectivas palavras-chave de mais de um milhar de e-mails de funcionários das Nações Unidas, da Organização de Cooperação e de Desenvolvimento Económico e da Organização Mundial de Saúde. O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (UNDP, na sigla inglesa) é o mais afectado pelo ataque dos Teampoison, que acusam a ONU de ser um “senado para a corrupção global”, uma “fraude” que dizem servir como “cabeça burocrática da NATO” para “legitimar o barbarismo da elite capitalista”.

    A lista de e-mails foi publicada no site Pastebin, com um preâmbulo onde os Teampoison justificam o ataque. “Supervisora de muitas atrocidades, do Ruanda e do Darfur à inacção na Jugoslávia e à criação do Estado de Israel e disposição do povo palestiniano, as Nações Unidas são uma besta que deve ser parada ou domesticada”, lê-se.

    “Nações Unidas, por que não nos esperaram?” Os nomes de utilizador e as palavras-chave surgem logo a seguir a esta pergunta e a um provocatório “divirtam-se”. “A questão agora é… como? Vamos deixar que sejam os chamados ‘especialistas em segurança’ das Nações Unidas a descobrir… Tenham um bom dia”, rematam.

    “A UNDP está a agir para resolver quaisquer vulnerabilidades do nosso site”, reagiu a agência através de uma porta-voz, Sausan Ghosheh, que a BBC cita. “Por favor notem que UNDP.org não foi comprometido”, sublinhou, acrescentando que o alvo do ataque foi “um velho servidor com informação antiga”.

    Os Teampoison são os mesmos que atacaram a NASA (revelaram a palavra-chave do administrador de um dos seus sites) e a BlackBerry (publicando no blogue da Research In Motion uma mensagem de apoio aos tumultos ingleses de Agosto). E são ainda os que invadiram, em Junho, o site de um alegado membro dos LulzSec, grupo rival de hackers que os Teampoison consideram amadores e cujo grupo homónimo português está a planear ataques colectivos a partir de 1 de Dezembro.

    A ideia de um ataque concertado também já tinha ocorrido aos Teampoison, que recentemente anunciaram que, em conjunto com os Anonymous, lançariam em breve a Operação Robin Hood. Esta acção tem como objectivo transferir dinheiro de cartões de crédito para instituições de caridade, por exemplo, sendo que – dizem – as pessoas não seriam afectadas, uma vez que os bancos são obrigados a repor cobranças fraudulentas.

    Fonte: Publico

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    FMI altera regras para acelerar acordos de dívida com países em desenvolvimento e evitar atrasos causados pela China

    O conselho executivo do Fundo Monetário Internacional apoiou uma mudança importante para dar-lhe mais liberdade para apoiar países em...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema