Quarta-feira, Julho 17, 2024
26.7 C
Lisboa
More

    Guiné Equatorial desmente morte de Presidente Teodoro Obiang

    O Governo da Guiné Equatorial desmentiu as alegações que circulam nas redes sociais sobre a morte do Presidente Teodoro Obiang, garantindo que "está vivo", segundo um comunicado divulgado hoje pela imprensa local.

    A nota oficial, emitida no sábado pelo diretor-geral da imprensa presidencial, Luis Ndong Owono, assegurava que Obiang “está de perfeita saúde” e que nesse mesmo dia pela manhã realizou “a sua sessão de trabalho habitual com o seu gabinete”.

    “As informações que circulam nas redes sociais afirmam que o chefe de Estado foi retirado ontem (sexta-feira) num voo fretado para França para ser submetido a tratamento médico urgente e morreu horas antes de o avião aterrar no aeroporto Charles De Gaulle, em Paris”, diz Owono.

    No entanto, frisou, o chefe de Estado guineense deslocou-se no sábado a Riaba, a pouco mais de 40 quilómetros da capital, Malabo, em visita de trabalho com o ex-Presidente de São Tomé e Príncipe Miguel Trovoada.

    “Assim, os meios de comunicação nacionais apelam à população para não dar atenção a esta informação que tende a prejudicar o atual estado de paz e estabilidade na República da Guiné Equatorial”, enfatizou o comunicado, sem especificar em que redes sociais as alegações da morte do Presidente foram divulgadas.

    “Reiteramos que o Presidente da República, homem de confiança do povo da República da Guiné Equatorial nas últimas eleições de 20 de novembro, está vivo”, insistiu.

    “Evitar boatos nas redes sociais”
    “Prova disso – acrescentou -, vamos vê-lo na segunda-feira, 09 de janeiro de 2023, na reunião que manterá com o Conselho Executivo do Partido Democrático da Guiné Equatorial na sede do Escritório Nacional em Malabo”.

    Na sua conta na rede social Twitter, o vice-presidente do país e filho do Presidente, Teodoro Nguema Obiang, mais conhecido por Teodorín, afirmou hoje que, “a partir de agora, as pessoas que usam as redes sociais para divulgar informações falsas, especialmente do tipo que acabaram de fazer ao chefe de Estado, serão localizados e responsabilizados judicialmente ​​no país”.

    “Apelo ao bom uso das redes sociais e a evitar boatos”, escreveu ainda Nguema Obiang, considerado um possível sucessor do pai na chefia do Estado.

    O vice-presidente anunciou que no próximo dia 17 se reunirá com setores da “Defesa e Segurança, operadoras telefónicas e Procuradoria-Geral do Estado, para analisar a situação das redes sociais” e “decidir se o país deve continuar a usar o WhatsApp após o uso abusivo que está a ser feito”.

    Obiang cumpre o sexto mandato
    Obiang, de 80 anos, governa ditatorialmente o país desde 1979, quando derrubou o seu tio Francisco Macías num golpe, e é atualmente o chefe de Estado mais longevo do mundo no cargo, à exceção das monarquias.

    O Presidente foi reeleito nas eleições de 20 de novembro para um sexto mandato de sete anos com 94,9% dos votos, segundo os resultados oficiais, que a oposição questionou após denunciar irregularidades na votação.

    Desde a independência de Espanha em 1968, a Guiné Equatorial é considerada por organizações de direitos humanos um dos países mais corruptos e repressivos do mundo, devido a denúncias de prisões, torturas de dissidentes e repetidas fraudes

    Publicidade

    spot_img
    FonteDW

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    FMI: Crescimento global estável em meio à desinflação mais lenta e à crescente fragmentação geoeconómica

    O FMI publicou na terça-feira a revisão das suas projeções sobre a economia mundial. O Fundo Monetário Internacional alertou que...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema