Sexta-feira, Junho 14, 2024
16.4 C
Lisboa
More

    Guiné-Conakri pede ajuda de Angola para exploração de recursos minerais

    A Guiné-Conakri pediu ontem, em Luanda, apoio de Angola para explorar recursos minerais e hidroeléctricos. O pedido foi feito pelo ministro guineense do Orçamento, Hediane Mohamed, ao ministro das Relações Exteriores, Georges Chikoti, numa audiência na sede daquela instituição.
    Hediane Mohamed disse que o seu país está também interessado em cooperar com Angola no domínio económico. A Guiné-Conakri manifestou interesse em abrir uma ligação aérea com Angola para aproximar os dois países. Hediane Mohamed garantiu que o assunto está já a ser analisado.
    O encontro com Georges Chikoti, disse o ministro da Guiné-Conakri, serviu também para tratar de assuntos de cooperação bilateral no domínio financeiro, transporte e turismo.
    Cooperação com Moçambique
    O ministro das Relações Exteriores, Georges Chikoti, recebeu também em audiência o embaixador de Moçambique, António Matonse, com quem abordou, segundo o diplomata moçambicano, “assuntos de grande relevância para fortalecer a excelente cooperação entre os dois países”.
    O diplomata moçambicano afirmou que os assuntos abordados durante o encontro vão permitir que a cooperação bilateral avance de forma célere. O embaixador de Moçambique disse que desde 2003, altura em que foi reactivada a comissão bilateral de cooperação, até ao momento foram assinados 26 instrumentos jurídicos de cooperação bilateral.
    “Na área de restauração e comércio temos empresários moçambicanos em Angola e, na área do turismo e imobiliária, temos empresários angolanos em Maputo”, disse, reconhecendo ter havido um alargamento da cooperação na área económica, principalmente com a reactivação da rota aérea Luanda-Maputo. “Isto foi muito importante para trocas comerciais, aumento do turismo e para a confraternização entre cidadãos dos dois países”, referiu. No âmbito da cooperação bilateral no domínio da educação, 15 estudantes moçambicanos estão a ser formados no Instituto Médio dos Petróleos, no Sumbe, província do Kwanza-Sul.

    Costa do Marfim e Zâmbia

    Os embaixadores da Costa do Marfim e da Zâmbia, Diabate Aboubacar Siriki e Raphael Chisheta, respectivamente, foram também recebidos em audiências ­separadas pelo ministro das Relações Exteriores, Georges Chikoti.
    Diabate Aboubacar despediu-se do ministro, por ter terminado a sua missão diplomática no país. No encontro, fez uma retrospectiva do trabalho realizado.
    No futuro, Diabate Aboubacar disse que a relação entre Angola e Costa do Marfim depende do novo governo, do qual não faz parte. “Não sei o que vai acontecer, mas as relações entre países são mais fortes do que as relações entre pessoas”, frisou o diplomata costa-marfinense.

    in JA

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Cimeira do G7 reforça PGII e Itália anuncia contribuição de 320 milhões de dólares para o Corredor do Lobito em Angola

    A Presidente do Conselho de Ministros da Itália e Presidente do G7, Giorgia Meloni, reuniu-se com os outros Líderes...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema