Terça-feira, Julho 23, 2024
25.2 C
Lisboa
More

    Greve na EPAL termina com acordo

    O Conselho de Administração da Empresa Pública de Águas de Luanda (EPAL) e o órgão sindical daquela empresa chegaram ontem a acordo para solucionar as questões que até então levaram à proclamação de uma greve.

    O acordo, segundo um comunicado de imprensa, foi obtido nas questões de ordem salarial e subsídios de transporte e alimentação. O presidente do Conselho de Administração da EPAL, Leoníldio Ceita, afirmou que a entidade patronal e os trabalhadores chegaram à conclusão que “o que nos separava não era tão difícil de ser solucionado” e que “felizmente o sindicato apresentou soluções que foram ao encontro das nossas”.

    Leoníldio Ceita adiantou que a empresa que dirige está em crescimento e tem importância estratégica e acrescentou que a greve deverá ser considerada “a última”.

    O representante dos trabalhadores, Raimundo António, garantiu que, uma vez solucionadas as questões que preocupavam o sindicato, “não teremos mais motivos para paralisações”.

    Raimundo António salientou que, fruto de longas discussões com o patronato, foi encontrado o denominador comum que vai assegurar a melhoria das condições sociais e salariais. “O salário era o que mais nos preocupava. Antes da paralisação apontámos números à empresa, mas infelizmente ela dizia que não tinha capacidade de suporte. Hoje, felizmente, chegámos a um acordo que achamos favorável”, disse.

    Leoníldio Ceita escusou-se a avançar números relativos ao montante salarial acordado, frisando que “o mais importante é que chegámos a um acordo. Os montantes dizem apenas respeito à empresa. Somos gestores seniores e a garantia é a nossa palavra”.

    Fonte: Jornal de Angola

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    EUA: Onde Kamala Harris se posiciona em relação às alterações climáticas e porque é que isto a torna vulnerável aos ataques de Trump

    A retirada de Joe Biden da corrida presidencial de 2024 — cedendo a semanas de pressão após um debate...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema