Segunda-feira, Março 4, 2024
15.5 C
Lisboa
More

    Governante destaca integração de ex-desmobilizados no programa de reabilitação de vias

    O ministro do Urbanismo e Construção, Fernando Fonseca, disse hoje (sábado), em Luanda, que uma das premissa para o sucesso do Programa de Reabilitação e Manutenção de estrada terciárias é a integração de efectivos no activo e desmobilizados das Forças Armadas Angolana (FAA), especialistas em desminagem e o engajamento da Empresa Nacional de Pontes (ENP).

    Em declarações à imprensa, no final da cerimónia de lançamento do projecto, o governante disse tratar-se de um projecto abrangente a todas províncias do país, onde serão reabilitados 200 a 600 quilómetros de estradas terciárias por província.

    Para Fernando Fonseca, no caso do envolvimento dos ex-militares, deve-se considerar um dos benefícios visíveis que é a criação de inúmeros postos de trabalho. “Vamos ter igualmente oportunidade de envolver jovens ávidos em contribuir para o desenvolvimento do país”.

    Considerou a questão das minas terrestres como um forte constrangimento a materialização do programa, pelo que os trabalhos de desminagem assumem, igualmente, uma importância que deve ser considerada na justa medida.

    De acordo com o ministro, para a boa execução do projecto são necessários equipamentos adequados, pessoal especializado, com formação específica para lidar com esses engenhos.

    “Estamos assim em condições, enquanto estrutura do Executivo responsável pelas infra-estruturas rodoviárias, de dar corpo aos objectivos do Governo que, deste modo alarga as possibilidades e as oportunidades dos cidadãos angolanos em busca de realização dos seus anseios e projectos”, disse Fernando Fonseca.

    Na sua óptica, está demonstrado que as estradas e pontes são um factor de desenvolvimento, aproximação, identidade e de eliminação de barreiras diversas.

    Segundo disse, atendendo os objectivos do Executivo angolano, o êxito do Programa de Desenvolvimento Rural Integrado e de Combate à Pobreza é a comunicação entre as localidades e aglomerados populacionais, isto é, vias rodoviárias secundárias e terciárias, ligando municípios e comunas.

    FONTE: Angop

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Campos Neto diz que inflação de serviços é ponto de atenção e vê pressão de salários

    A inflação de serviços no Brasil é um ponto de atenção, com salários começando a “pressionar um pouco” os...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema