Segunda-feira, Julho 15, 2024
23.1 C
Lisboa
More

    Fundo de Fomento aberto a singulares

    Os cidadãos, instituições públicas e privadas e cooperativas que promovam a construção de habitações sociais no país podem recorrer ao Fundo de Fomento Habitacional, garantiu ontem em Luanda o ministro do Urbanismo e Construção, Fernando Soares da Fonseca.
    Fernando Soares da Fonseca esclareceu que o Fundo Habitacional vai trabalhar com as imobiliárias e toda a rede promocional de habitação para encontrar os recursos necessários para promover o desenvolvimento da habitação social.
    Discursando no acto de tomada de posse dos conselhos directivos do Fundo de Fomento Habitacional e do Fundo Rodoviário, o ministro do Urbanismo disse que se está a trabalhar no sentido de incorporar reservas financeiras disponíveis no Orçamento Geral do Estado para o Fundo de Fomento Habitacional, assim como para o Fundo Rodoviário.
    Na cerimónia, testemunhada pelos ministros da Economia, Carlos Alberto Lopes, e dos Transportes, Augusto da Silva Tomás, o ministro do Urbanismo esclareceu que o Fundo de Fomento Habitacional vai trabalhar com imobiliárias, cooperativas e associações, no sentido de promover novas áreas de desenvolvimento habitacional.
    Acrescentou que esse trabalho vai incidir na identificação de oportunidades no domínio habitacional, constituição de parcerias público-privadas, na criação de formas de cabimentação de verbas para os programas que o Estado tem no domínio da habitação social e promover outras soluções habitacionais, que vão permitir o aumento da capacidade de resposta às necessidades da população.
    Fernando da Fonseca frisou que o Fundo de Fomento Habitacional não vai gerir os projectos habitacionais, mas apenas dar suporte financeiro de desenvolvimento habitacional. “O Fundo vai criar condições de apoio à promoção imobiliária, que já existe. É diferente de fazer a gestão. A gestão é para as imobiliárias”, sublinhou o ministro. “Há um conjunto de responsabilidades do Estado no domínio da habitação de renda baixa, de financiamento de infra-estruturas, da autoconstrução dirigida e de outros projectos a serem lançados e que o fundo vai estar aí presente para socorrer todos os trabalhos que é necessário desenvolver até à fase de construção da habitação”, disse.
    Referiu que o Executivo está ciente das suas responsabilidades no domínio da regulamentação do sistema de crédito à habitação e elaboração de propostas de lei sobre isenções ou reduções de impostos sobre a aquisição de imóveis.

    Fonte: Jornal de Angola

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Trump é retirado de comício na Pensilvânia após disparos

    O ex-presidente americano Donald Trump, candidato à reeleição, foi retirado do palco neste sábado durante um comício na Pensilvânia,...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema