Terça-feira, Julho 23, 2024
29.9 C
Lisboa
More

    FMI conta com países emergentes para aumentar seus recursos

    O Fundo Monetário Internacional anunciou nesta quarta-feira, 18 de janeiro, que almeja adicionar pelo menos US$ 500 bilhões suplementares para enfrentar a crise da zona do euro e suas repercussões na economia mundial. Para isso, o FMI espera contar com a participação dos países emergentes.

    Segundo uma estimativa da instituição, pelo menos 1 trilhão de dólares serão necessários para atender as necessidades financeiras globais nos próximos anos. No entanto, atualmente a instituição dispõe de menos de 385 bilhões de dólares que podem ser emprestados aos Estados-membros em caso de dificuldades. Por essa razão, desde já o FMI “gostaria de reunir até 500 bilhões de dólares suplementares”, anunciou o fundo em um comunicado. Mais 100 bilhões de dólares também poderiam ser acrescentados para criar um fundo de segurança.

    Os países da zona do euro já se comprometeram em dezembro a fornecer 192 bilhões de dólares ao FMI, sob a forma de empréstimos bilaterais. O fundo espera que os 308 bilhões de dólares restantes venham de outros Estados-membros, mas também alguns europeus que não fazem parte da instituição, como a República Tcheca, a Dinamarca, a Polônia e a Suécia. O Reino Unido prometeu estudar a proposta, mas exigiu que o montante reunido seja usado para ajudar os países e não para salvar o euro.

    Como grandes colaboradores potenciais, com os Estados Unidos, recusaram participar da operação, o FMI também vai se concentrar nos países emergentes, como a China, a Índia, a Rússia e o Brasil. As autoridades chinesas e brasileiras se mostraram prontas a contribuir, mas em troca Brasília e Pequim pedem para serem levadas em consideração durante as grandes decisões futuras do fundo.

     

    Fonte: RFI

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    EUA: Onde Kamala Harris se posiciona em relação às alterações climáticas e porque é que isto a torna vulnerável aos ataques de Trump

    A retirada de Joe Biden da corrida presidencial de 2024 — cedendo a semanas de pressão após um debate...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema