Domingo, Maio 26, 2024
20.1 C
Lisboa
More

    Filipinas concede aos EUA maior acesso a bases em meio a preocupações com China

    As Filipinas concederam aos Estados Unidos maior acesso às suas bases militares, disseram seus chefes de defesa nesta quinta-feira, em meio à crescente preocupação com o aumento da assertividade da China no disputado Mar do Sul da China e a tensão sobre a autogovernada Taiwan.

    Os EUA terão acesso a mais quatro locais sob o Acordo de Cooperação de Defesa Aprimorada (EDCA) de 2014, disseram o secretário de Defesa dos EUA, Lloyd Austin, e o secretário de Defesa das Filipinas, Carlito Galvez, em uma coletiva de imprensa conjunta no quartel-general militar filipino em Manila.

    Austin, que está nas Filipinas para negociações enquanto os EUA buscam estender suas opções de segurança como parte dos esforços para deter qualquer movimento da China contra a autogovernada Taiwan, referiu-se à decisão filipina como um “grande negócio”, ao mesmo tempo em que ele e seu homólogo reafirmaram o compromisso de fortalecer sua aliança.

    “Nossa aliança torna ambas as democracias mais seguras e ajuda a manter um Indo-Pacífico livre e aberto”, disse Austin, cuja visita se segue à da vice-presidente dos EUA, Kamala Harris, em novembro, que incluiu uma parada na ilha de Palawan, no Mar do Sul da China.

    “Discutimos ações concretas para lidar com atividades desestabilizadoras nas águas ao redor das Filipinas, incluindo o Mar das Filipinas Ocidental, e continuamos comprometidos em fortalecer nossas capacidades mútuas para resistir a ataques armados”, disse Austin.

    “Isso é apenas parte de nossos esforços para modernizar nossa aliança. E esses esforços são especialmente importantes porque a República Popular da China continua avançando em suas reivindicações ilegítimas no Mar das Filipinas Ocidental”, acrescentou.

    A China disse que o maior acesso dos EUA às bases militares filipinas mina a estabilidade regional e aumenta as tensões.

    “Este é um ato que aumenta as tensões na região e põe em perigo a paz e a estabilidade regional”, disse o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Mao Ning, em um briefing.

    “Os países regionais deveriam permanecer vigilantes sobre isso e evitar serem usados pelos EUA.”

    Publicidade

    spot_img
    FonteREUTERS

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Anora de Sean Baker vence Palma de Ouro em Cannes. Miguel Gomes recebe Melhor Realização com Grand Tour

    O realizador norte-americano recebeu o prémio de Melhor Filme no Festival de Cinema de Cannes pelo qual "trabalhou toda...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema