Quarta-feira, Junho 19, 2024
17.8 C
Lisboa
More

    Europa promete apoio ao país africano

    A União Europeia anunciou ontem em Bruxelas que vai apoiar a nova República do Sudão do Sul. Bruxelas reconheceu o novo país no dia da proclamação da sua independência.
    A União Europeia felicitou o Governo do Sudão pela decisão de reconhecer o novo Estado “com efeito imediato”.
    A União Europeia referiu “o seu apoio constante à aplicação do Acordo Global de Paz”, assinado em Janeiro de 2005 entre o Governo do Sudão e a rebelião sulista, que pôs fim ao conflito de mais de 20 anos.
    No documento, a comunidade comprometeu-se a favorecer uma transição pacífica no Sudão do Sul e encorajou os líderes do novo Estado a seguir a via do pluralismo e diversidade e a estabelecer as bases “duma sociedade democrática, equitativa e inclusiva, baseada no Estado de Direito e no respeito dos direitos humanos e das liberdades fundamentais”.
    Bruxelas afirmou estar pronta para dar a sua contribuição “para que possam desenvolver-se entre o Sudão e o Sudão do Sul dois Estados viáveis”.

    Entrada na ONU

    O secretário-geral das Nações Unidas remeteu segunda-feira à Assembleia-Geral da organização o pedido formal de adesão do Sudão do Sul, cuja votação está agendada para amanhã.
    O pedido de Ban ki-Moon inclui uma carta datada do dia da independência do novo país africano, 9 de Julho, escrita pelo presidente do país recém-nascido. O Conselho de Segurança da ONU, actualmente presidido pela Alemanha, dá hoje o sinal verde à candidatura, que é votada amanhã na Assembleia-Geral.
    O presidente do Sudão do Sul, Salva Kiir Mayardit, enviou à Organização das Nações Unidas uma carta a pedir que o seu país seja aceite como o 193º membro de pleno direito do organismo internacional. Na missiva, o presidente sul-sudanês lembra que em Janeiro de 2005 o Movimento de Libertação do Povo do Sudão (MLPS) assinou um acordo de paz com o Governo do Sudão, “que pôs fim a um conflito que assolou o país durante 21 anos”. Salva Kiir relatou o processo de paz do país, desde a guerra civil até ao acordo que abriu a porta ao referendo de Janeiro e assinalou que o seu país “aceita todas as obrigações da Carta das Nações Unidas e que as vai cumprir solenemente”.
    O Sudão do Sul, refere o documento, “apoia as Nações Unidas e seu papel para promover a paz internacional, a segurança e a justiça”, tal como figuram na Carta da organização mundial.
    Salva Kiir vai participar, em Nova Iorque, na reunião do Conselho de Segurança que vai votar a resolução e propor à Assembleia-Geral a admissão do mais jovem país do mundo.
    Na semana passada, o Conselho de Segurança aprovou a nova Missão das Nações Unidas na República do Sudão do Sul (UNMISS), com uma força de 7.000 capacetes azuis. O documento determina que a UNMISS é estabelecida a partir de 9 de Julho, por um período inicial de um ano, com possibilidade de renovação conforme as necessidades no terreno. Além dos militares, a missão conta com 900 polícias e pessoal civil.
    O secretário-geral da ONU participou no sábado, acompanhado de representantes de 80 países e de 30 chefes de Estado e de Governo, na cerimónia de nascimento do novo país africano, que é composto por dez estados pequenos e já foi reconhecido pelos Estados Unidos e a União Europeia, entre outras nações. O norte e o sul do Sudão viveram desde 1983 uma guerra civil que causou mais de dois milhões de mortos e cinco milhões de refugiados, e que foi encerrada com os acordos de paz de 2005.

     

     

    Fonte: Jornal de Angola

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Nvidia torna-se empresa mais valiosa da bolsa do mundo

    A fabricante de semicondutores Nvidia se tornou, nesta terça-feira (18), a empresa mais valiosa do mundo, superando Apple e...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema