Segunda-feira, Março 4, 2024
15.5 C
Lisboa
More

    Estreia do escritor José Peixoto na literatura para os mais novos

    “A mãe que Chovia”, ilustrado por Daniel Silvestre da Silva, um livro sobre a maternidade e a sua ausência, é a estreia o escritor português José Luís Peixoto na literatura para mais novos.
    Uma dúzia de anos depois da estreia literária, com “Morreste-me”, relato sobre a morte do pai, José Luís Peixoto escreveu uma prosa destinada a jovens sobre o abandono e sobre a maternidade, que no livro assume a forma da chuva.
    A ilustração de Daniel Silvestre da Silva mostra, nas primeiras páginas, uma criança que foi deixada numa alcofa à porta de uma casa. É o “filho da chuva”, que cresceu como “um rapaz esperto, composto por boa disposição e com a idade de mais ou menos”, que encontrou na chuva a mãe que o acompanha toda a vida.
    A partir daí, escritor e ilustrador acompanham o crescimento deste rapaz, com a chuva e a água – em todos os seus estados – sempre presentes, em substituição da figura da mãe. “Aquilo que me surgiu em primeiro lugar foi a vontade de tratar o tema da maternidade, esse conceito emocional, natural e com tantas outras dimensões, que no início da vida, quando somos crianças, nos transcende de forma tão absoluta”, afirmou o escritor à agência Lusa.
    José Luís Peixoto interessou-se pelo significado de uma relação entre mãe e filho e como ela se molda ao crescimento deste: “À medida que crescemos, tendemos a concluir que as mães são pessoas. Muitas vezes, precisamos nós próprios de ser pais para perceber verdadeiramente essa realidade tão simples”.
    O escritor, que tem publicada uma dezena de obras, entre prosa, poesia e teatro, diz que “A mãe que chovia” se destina “especialmente aos mais jovens”, embora o texto tenha sido escrito com os mesmos critérios de sempre, independentemente do leitor.“Destina-se especialmente a jovens, a crianças, mas não as subestima em nenhum momento”, sublinhou.
    Esta a primeira vez que assina um texto em parceria com o ilustrador Daniel Silvestre da Silva, de traço rigoroso e detalhado na forma como interpretou pelo desenho a figuração da mãe pela chuva e pela água.

    Daniel Silvestre da Silva já ilustrou para autores como Alice Vieira, David Soares, António Manuel Couto Viana, Raul Malaquias Marques e João Pedro Mésseder.

    Fonte: JA

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Campos Neto diz que inflação de serviços é ponto de atenção e vê pressão de salários

    A inflação de serviços no Brasil é um ponto de atenção, com salários começando a “pressionar um pouco” os...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema