Terça-feira, Maio 21, 2024
14.8 C
Lisboa
More

    Eni anuncia reservas de 650 milhões de barris de petróleo no Agogo 2

    Angop

    A Eni realizou, com sucesso, a perfuração do Agogo 2, o primeiro poço de avaliação da descoberta Agogo, no Bloco 15/06, no offshore de Angola, com os resultados a confirmarem a presença de 650 milhões de barris de petróleo no reservatório.

    Os resultados confirmam um potencial adicional no sector norte, o qual tem previsão de ser analisado através da perfuração de poços de avaliação adicionais.

    O Agogo-2 foi perfurado pelo navio-sonda Poseidon, a três quilómetros a noroeste do poço de descoberta Agogo-1, a aproximadamente 180 quilómetros da costa e 23 quilómetros da Unidade Flutuante de Produção e Armazenamento (FPSO) N’Goma.

    De acordo com uma nota de imprensa da companhia, O poço foi perfurado numa profundidade de água de 1,700 metros, tendo alcançado uma profundidade total de 3,949 metros. O Agogo-2 encontrou uma coluna de 58 metros de petróleo leve (31° API) em arenitos do Mioceno e Oligoceno, com excelentes características petrofísicas.

    O resultado confirma a extensão do reservatório Agogo a norte do poço de descoberta e abaixo dos diapiros salinos.

    O poço foi planeado e perfurado em formato largamente desviado, de forma a alcançar as sequências abaixo dos diapiros salinos, para comprovar a existência do reservatório e de petróleo neste sector da mega-estrutura Agogo.

    Os dados obtidos no Agogo-2 indicam uma capacidade de produção acima dos 15,000 barris de petróleo por dia.

    O Grupo Empreiteiro do Bloco 15/06 é composto pela Eni, operadora do activo com 36.8421% de participação, pela Sonangol P&P que detém 36.8421% e pela SSI Fifteen Limited que detém os restantes 26.3158%.

    A Eni planeia iniciar a produção do Agogo antes do final de 2019, com uma ligação submarina à FPSO N’Goma.

    A Eni vai entretanto prosseguir com a campanha de avaliação de forma a analisar o potencial total da descoberta, e dimensionar o seu desenvolvimento.

    Angola é um País estratégico para o crescimento orgânico da Eni, que tem estado presente no País desde 1980. A quota produção da Eni em Angola é de cerca de 150,000 barris de petróleo equivalente por dia.

    No Bloco 15/06, A Eni opera dois projectos de desenvolvimento de petróleo, o Pólo Oeste e o Pólo Este, que têm um produção actual de cerca de 155,000 barris de petróleo por dia. A Eni é também operadora do Bloco Cabinda Norte, localizado no onshore de Angola.

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Presidente da República recebe PCA da TotalEnergies, enquanto produção de petróleo em Angola cai para 1,083 milhões bd

    O Presidente da República, João Lourenço, recebeu, esta segunda-feira, em Luanda, o Presidente do Conselho de Administração (PCA) da...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema