Quarta-feira, Junho 19, 2024
19.9 C
Lisboa
More

    Emirados Árabes Unidos atingirão a capacidade petrolífera de 5 milhões de barris por dia mais cedo do que o esperado

    Os Emirados Árabes Unidos deverão atingir o seu objetivo de capacidade de produção de petróleo antes do previsto, prevendo-se que a Abu Dhabi National Oil Co. (Adnoc) atinja uma capacidade de 5 milhões de barris por dia até ao final de 2025 ou início de 2026, ultrapassando a sua meta original de 2027, segundo agência Bloomberg.

    Prevê-se que este cronograma acelerado crie atritos dentro da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e dos seus aliados (OPEP+), que irá rever as capacidades dos membros ainda este ano para definir linhas de base de produção para 2025.

    Atualmente, Abu Dhabi está a produzir cerca de dois terços da sua capacidade, mas a Adnoc, de propriedade governamental, está a expandir agressivamente as suas atividades de perfuração e a melhorar a sua infraestrutura para maximizar a produção. O plano de investimento de 150 mil milhões de dólares da empresa visa acelerar o aumento de capacidade, garantindo que o aumento da capacidade de produção não permaneça subutilizado.

    No início deste mês, a Adnoc atualizou discretamente o seu número máximo de capacidade de produção de petróleo bruto no seu site, sem fazer um anúncio oficial. A sua capacidade atual, de acordo com esse número atualizado, é de 4,85 milhões de bpd – acima dos 4,65 milhões de bpd.

    A produção de petróleo dos Emirados Árabes Unidos caiu em Março, de acordo com fontes secundárias da OPEP, enquanto o grupo OPEP+ luta para reduzir a produção para níveis acordados. Adiar o seu calendário de adição de capacidade poderá aumentar as tensões dentro da OPEP+, particularmente com a Arábia Saudita, antes da reunião do grupo marcada para início de junho.

    Os Emirados Árabes Unidos – o terceiro maior produtor da OPEP – entraram em conflito com o grupo OPEP no passado, uma vez que aguardam ansiosamente para aumentar a sua produção de petróleo e explorar a sua maior capacidade. No Verão passado, os Emirados afirmaram que não se juntariam aos cortes voluntários de produção da OPEP e argumentaram durante anos que deveriam ser autorizados a produzir mais à medida que aumentassem a sua capacidade de produção. E em junho passado, a OPEP+ cedeu e reviu a quota dos EAU para 3,219 milhões de bpd para 2024.

    Apesar desta potencial discórdia, os EAU continuam concentrados em alavancar os seus recursos petrolíferos para reforçar a sua economia, que, embora diversificada, ainda depende significativamente das exportações de petróleo bruto.

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Nvidia torna-se empresa mais valiosa da bolsa do mundo

    A fabricante de semicondutores Nvidia se tornou, nesta terça-feira (18), a empresa mais valiosa do mundo, superando Apple e...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema