Quarta-feira, Fevereiro 21, 2024
19.2 C
Lisboa
More

    Disponíveis mais de duas mil vagas para os sectores da Educação e Saúde

    Duas mil e 922 vagas estão disponíveis para o ingresso de novos funcionários públicos nos sectores da Educação e Saúde na provincial de Benguela, para o presente ano, soube hoje a Angop junto de uma fonte oficial, nesta cidade.

    Segundo um despacho do gabinete do governo provincial, para o provimento de vagas no sector da Educação estão disponíveis 2.193 lugares, sendo 77 para professores do ensino primário auxiliar, 1.139 para professores primários diplomados, 274 para do primeiro ciclo secundário, 180 para os do II ciclo secundário do 8º escalão.

    Para professores do II ciclo do 6º escalão estão disponíveis 175 vagas, para a mesma categoria do 5º escalão cinco docentes, oito inspectores superiores, três inspectores técnicos, dois sub-inspectores, 60 dactilógrafos, 170 auxiliares de limpeza e 100 operários qualificados.

    Já no sector da Saúde estão disponíveis 729 vagas, para sete médicos assistentes, 14 médicos internos geral, igual número de licenciados em enfermagem, 12 bacharéis em enfermagem, 84 técnicos de enfermagem especializados, 103 técnicos de enfermagem, 20 técnicos superior de diagnósticos terapêuticos de 2ª classe, 12 técnicos de diagnóstico terapêutica principal, 15 técnicos superiores de 2ª, e 10 de 3ª, 10 técnicos médios.

    Dez dactilógrafos, igual numero de motoristas e de auxiliares administrativos, quatro tesoureiros, seis telefonistas, 34 operários qualificados, 120 auxiliares de limpeza, oito fieis de armazém, 40 vigilantes, 60 maqueiros, quatro barbeiros, 30 catalogadoras, 16 cozinheiros, 24 copeiros, 18 operadores de lavandaria, 18 roupeiros, seis costureiros e 10 porteiros.

    Entretanto, no acto de inscrição que teve início nesta quarta-feira e os candidatos deverão apresentar o certificado de habilitações literárias e a cópia do Bilhete de Identidade.

    Para o efeito foram construídos os júris para a realização dos referidos concursos, sendo no sector da Educação, o presidente Nelson da Conceição, Vice-presidente Samuel Quinda e como vogais Ambrósio Wima, Avelino Ngunji, Celestino Soares e Eliseu Januário.

    Já o sector da Saúde tem como presidente do júri, Agostinho Dias dos Santos, vice-presidente Américo Mateus e vogais Júlio Sequeira, Miracelma Tchitali, João Abel e Maria Mutemba.

    A nota acrescenta que as avaliações serão feitas mediante análise curricular e por provas teóricas e praticas que versarão sobre conhecimentos gerais com base no respectivo conteúdo funcional dos sectores visados e nas exigências relativas as habilitações literárias e qualificações profissionais.

    No sector da Educação é obrigatório a formação ou agregação pedagógica do candidato certificado pelo Ministério da Educação.

    FONTE: Angop

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Angola reafirma compromisso com Programa de Acção de Doha

    Angola reafirmou, esta segunda-feira, na sede das Nações Unidas (ONU), em Nova Iorque, o seu compromisso com...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema