Terça-feira, Julho 16, 2024
18.7 C
Lisboa
More

    Dino Matross pede à população do Bié para ir aos postos do registo eleitoral

    Partido aposta nos seus militantes para a mobilização de mais angolanos no processo de reconfirmação do registo

    O secretário-geral do MPLA, Julião Mateus Paulo “Dino Matross”, pediu à população do Cuito a efectuar o registo eleitoral, com vista a garantir a realização dos objectivos do partido nas próximas eleições, em 2012.
    O dirigente partidário fez o apelo durante o debate sobre tema o “MPLA e as eleições”, promovido pelo comité provincial do partido no poder, numa acção mobilizadora da população para o processo de reconfirmação do registo eleitoral.
    Dino Matross pediu aos dirigentes do MPLA, OMA e JMPLA na província, a orientarem as estruturas de base para o reforço da sensibilização geral para o registo e recordou que “nenhum cidadão vai poder votar, se não possuir o cartão de registo eleitoral”.
    “Os militantes, simpatizantes e amigos do MPLA não devem ficar em casa no dia das eleições”, disse o político, pedindo vigilância para que “não sejam manipulados e possam informar, com verdade e propriedade, os procedimentos”.
    Julião Mateus Paulo condenou, por outro lado, a atitude de alguns nacionais que ajudam estrangeiros a obter o Bilhete de Identidade ou cartão de voto, sublinhando que tal acção prejudica o país e a população, em particular.
    “Nós, os angolanos, às vezes, deixamos e contribuímos para que estrangeiros tenham o Bilhete de Identidade e o cartão de voto” enfatizou, aconselhando à denúncia dos que assim procedam e dos eventuais beneficiados.
    O secretário-geral do MPLA afirmou que de nada vale o crescimento massivo das estruturas do partido, se os militantes não se registarem para assegurar a execução das suas políticas.

    Acrescentou que cada militante deve ter a capacidade de mobilizar os seus familiares, amigos e vizinhos no sentido de se registarem e, consequentemente, poderem votar a favor do partido.Dino Matross garantiu que o MPLA vai continuar a respeitar a Constituição da República, segundo a qual a “República de Angola é um Estado democrático de direito, que tem como fundamentos a soberania popular, o primado da constituição e da lei, a separação de poder e a independência de funções, a unidade nacional, pluralismo de expressão e de organização política, da democracia representativa e participativa”.O MPLA e seus os militantes, prosseguiu “Dino Matross”, vão continuar a respeitar e apoiar a ideia de que o cabeça de lista do partido vencedor seja o Presidente da República e digno de dirigir os destinos do país e do povo angolano.
    Julião Mateus Paulo encontra-se na província do Bié para uma visita de trabalho, de três dias, com o objectivo de avaliar o funcionamento das estruturas do partido na região.

     

    Fonte: Jornal de Angola

    Fotografia: Fabrizio Almeida

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Trump é retirado de comício na Pensilvânia após disparos

    O ex-presidente americano Donald Trump, candidato à reeleição, foi retirado do palco neste sábado durante um comício na Pensilvânia,...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema