Segunda-feira, Julho 15, 2024
20.2 C
Lisboa
More

    Destaque das principais acções do ano cultural

    O ano cultural ficou marcado pelas edições e traduções da União dos Escritores Angolanos, o início das escavações arqueológicas em Mbanza Congo e pela excelência do concerto sinfónico, realizado nas comemorações da independência.

    Investir na formação e na investigação, continua a ser a grande prioridade do Executivo, no domínio da cultura, visando o surgimento de produtos culturais mais competitivos, que venham a atingir os padrões exigidos, pelo mercado internacional.

    Destaque também para acções do Ministério da Cultura, como a reedição do Jardim do Livro Infantil, de periodicidade anual, criado em 1979 e reactivado em 2007, que tem como finalidade a promoção e incentivo da literatura infanto-juvenil.

    O impacto da Feira do Artesanato do Dondo, que conjuga história, cultura, turismo e negócios, que decorreu de 12 a 14 de Agosto, a Semana de Arte e Cultura Africana, em saudação ao Dia de África e o Prémio Nacional de Cultura e Artes, que, na última edição, distinguiu, entre outros autores, o conjunto da obra da escritora Maria Eugénia Neto, o artista plástico, Mendes Ribeiro, e a carreira musical do percussionista Joãozinho Morgado, também constam das acções mais importantes desenvolvidas, no ano passado, pelo Ministério da Cultura.

    Mbanza Congo

    A importância histórica da cidade de Mbanza Congo assenta em três aspectos fundamentais. O primeiro porque conserva, intactos, alguns dos mais representativos testemunhos da História do Reino do Congo desde o século XV. O segundo centra-se no traçado arquitectónico da cidade. O terceiro na necessidade de reconstituição da sua História porque é considerada uma das mais antigas cidades do continente africano.
    Para além da cidade de Mbanza Congo, o Ministério da Cultura propôs à Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO) mais duas candidaturas: o Corredor do Kwanza e a paisagem cultural de Chitundu Hulu.

    Concerto sinfónico

    O concerto sinfónico, realizado por ocasião das comemorações da independência, dirigidos pelo maestro Rui Massena, revisitou, com novos arranjos, o Hino Nacional e canções da Música Popular Angolana com acompanhamento de sessenta músicos. Foram convidados os intérpretes Filipe Mukenga, Carlos Burity, Minga, Dódó Miranda, Sandra Cordeiro, Gersy Pegado, Gabriel Tchiema, Justino Huandanga, Paulo Flores, Pérola, Coreon Dú, Bonga, Irina, Anselmo Ralph, Daniel Nascimento, e Margareth do Rosário.

    Angola encanta

    O concurso de procura de novos intérpretes, “Angola encanta”, exibido pelo canal dois da Televisão Pública de Angola, acabou por ser, em 2011, um dos mais importantes acontecimentos culturais, voltados para juventude, que veio a revolucionar o conceito de entretenimento em televisão, a contar pela grandeza dos níveis de audiência. Dos 3500 candidatos, foram seleccionados apenas dez, e destes o grande vencedor foi Rui Orlando.

    Economia e cultura

    Em relação à aproximação que deve existir, cada vez mais, entre a economia e a cultura, realçamos as palavras do Presidente da República e Chefe do Executivo, José Eduardo dos Santos, no seu discurso de fim de ano, que defendeu que a Lei das Micro, Pequenas e Médias empresas, “deve ser aplicada, de modo criativo, para que beneficiem também pequenos empreendedores, como as mulheres que se dedicam ao comércio ambulante, os criadores de cultura como os músicos, as produtoras, as associações de dança e de teatro, produtores de artesanato e artistas plásticos”.
    No conjunto dos acontecimentos culturais mais relevantes de 2011, destaque também para os trabalhos que têm sido desenvolvidos pela Fundação Sindika Dokolo, sob direcção do artista plástico Fernando Alvim, pela galeria Celamar, a recente exposição do artista plástico Van, a realização da Feira Internacional da Música e da Leitura, a Feira do Livro Infanto-Juvenil, o Festival de Jazz de Luanda, os esforços do crítico, Jerónimo Belo, na divulgação e promoção do jazz, o trabalho editorial que vem sendo desenvolvido pela editora Chá de Caxinde, as edições discográficas da LS Produções, e Made in Angola, e os reiterados concertos da LS Republicano.

    Fonte: Jornal de Angola

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Trump é retirado de comício na Pensilvânia após disparos

    O ex-presidente americano Donald Trump, candidato à reeleição, foi retirado do palco neste sábado durante um comício na Pensilvânia,...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema