Sábado, Fevereiro 24, 2024
10.9 C
Lisboa
More

    Cuanza Norte: Ministro da Energia avalia operacionalidade da barragem de Cambambe

    O ministro da Energia e Águas, João Baptista Borges realizou hoje, domingo, uma visita de avaliação do grau de operacionalidade da barragem de Cambambe, na província do Cuanza Norte, após beneficiar recentemente de obras de modernização e ampliação à luz de um programa do governo de elevação dos níveis de geração de electricidade no país.

    A visita do governante enquadra-se no âmbito de uma radiografia que efectua desde sexta-feira última aos vários aproveitamentos hidroeléctricos construídos no médio Kwanza, nomeadamente, as barragens de Capanda, Laúca e de Cambambe.

    Na barragem de Cambambe e em companhia de uma vasta delegação do seu pelouro, o ministro visitou demoradamente o referido aproveitamento hidroeléctrico que viu elevada o seu potencial de produção de 260 para 960 megawatts electricidade, após a entrada em funcionamento da central de produção número 2, em Junho último.

    No local, o ministro recebeu explicações dos técnicos da Empresa Pública de Produção de Electricidade (PRODEL), que apesar da baixa do caudal do rio Kwanza em decorrência de um período longo de estiagem, o complexo alimentado por duas centrais que comportam quatro unidades geradoras/cada, regista um nível de produção de energia a 100 por centro.

    João Bapstista Borges, que não falou à imprensa, foi informado da inexistência de qualquer constrangimento que possam obstaculizar o normal funcionamento do referido complexo hidroeléctrico, cujo funcionamento é actualmente assegurado por técnicos angolanos e maioritariamente jovens.

    Recorde-se que, a modernização da barragem de Cambambe marcada pela entrada em funcionamento da Central II está permitir elevar o fornecimento de electricidade às províncias de Luanda, Cuanza Norte, Malanje e Cuanza Sul, num projecto que compreendeu ainda a construção de novas linhas de distribuição de alta e média tensão entre Cambambe e a subestação de Catete (400 KV), Cambambe/Laúca (400 kv), Cambambe/Gabela (220 kv) e Cambembe/Dondo/Cassoalala.

    O investimento abarcou ainda a reabilitação e expansão das linhas de distribuição em Cassoalala/Zenza/Massangano à luz do Plano de Segurança Energética de Angola, aprovado pelo Executivo em 2011, que prevê que mais de 14 milhões de angolanos tenham acesso à energia eléctrica até 2025.

    A Barragem de Cambambe constitui o primeiro aproveitamento hidroeléctrico construído no curso médio do rio kwanza. Localizado a 180 quilómetros a Leste de Luanda, a mesma foi inaugurada a 6 de Outubro de 1963, pelo então almirante português, Américo Deus Rodrigues Thomaz, tendo sido projectado com uma albufeira de retensão de água com 80 milhões de metros cúbicos. (Angop)

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Lula repete que governo israelense comete genocídio em Gaza e defende criação de Estado palestino

    O presidente Luiz Inácio Lula da Silva dobrou a aposta e reafirmou nesta sexta-feira que o governo de Israel...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema