Segunda-feira, Fevereiro 26, 2024
12.1 C
Lisboa
More

    Crise económica inspira mostra

    A exposição “Cri$e vs Trabalho”, inaugurada na quinta-feira, no Instituto Camões – Centro Cultural Português, em Luanda, pretende ser o contributo de Don Sebas Cassule para a reflexão sobre a crise económica mundial.
    A mostra é constituída por 20 obras de pintura, fotografia, vídeo e instalação, entre o figurativo e o abstracto, nas quais predominam cores vivas, com destaque para o verde, amarelo e azul.
    Através de metáforas e recorrendo à natureza e à sabedoria popular, o artista propõe uma série de reflexões, a partir dos seus processos de criação artística.  As cores vivas “expressam a mensagem do optimismo e esperança que devemos ter perante as dificuldades, e olhar, sobretudo, para a natureza e para o resgate dos valores culturais”, explicou Don Sebas Cassule.
    O pintor usou uma técnica mista sobre tela para pintar parte dos quadros, enquanto outros são em acrílico. Na primeira instalação, que está entre o figurativo e o abstracto, recorreu a um manequim, papel higiénico, objectos recicláveis, como caixas e esferográficas, simbolizando uma aposta na educação.
    Na segunda, utilizou um carrinho de mão com produtos alimentares não perecíveis e bijutarias, simbolizando os “heróis urbanos”, como as zungueiras.
    A ideia foi a de tentar harmonizar nos seus quadros os seus conhecimentos sobre a crise económica mundial e mostrar soluções para o desenvolvimento de Angola.  “A arte ajuda a entender melhor os seres humanos”, considera Don Sebas Cassule, que necessita, também ele, de apoios económicos, para poder levar a exposição a outros centros urbanos.  “Cri$e vs Trabalho” pode ser visitada de segunda a sexta-feira, das 9h00 às 17h30, até 4 de Maio.
    Sebastião Joaquim N´debela Cassule nasceu a 12 de Março de 1968, em Camabatela, no Kwanza-Norte. É desenhador, instalador e pintor autodidacta, técnico de manutenção de Aeronaves Mig 21 Bis e Antonov-26, Oficial da Força Aérea na reserva.

    É membro da União Nacional de Artistas Plásticos (UNAP) e da Associação Internacional de Artes Plásticas L´Aigle de Nice. Foi laureado com vários prémios.
    Participou na Trienal de Arte Contemporânea de Luanda em 2007 e 2010, e na Bienal de Arte Contemporânea de Florença, em Itália, em Dezembro de 2009 e 2011, e em mais de 60 exposições colectivas no país e no estrangeiro.
    Realizou sete exposições individuais e tem obras em várias colecções particulares e oficiais, em Angola e no estrangeiro.

    Fonte: JA

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Estados Unidos e China exploram novas opções de alívio da dívida para os países em desenvolvimento

    Os Estados Unidos e a China estão a discutir novas medidas para evitar uma onda de incumprimentos soberanos nos...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema