Sexta-feira, Julho 19, 2024
29.9 C
Lisboa
More

    Criado um fundo para emergências

    O governo provincial da Lunda-Norte criou junto das administrações municipais um fundo específico, para atender a situações de emergências provocadas pelas calamidades naturais, anunciou no Dundo o comandante provincial dos Serviços de Protecção Civil e Bombeiros. Durante um encontro com os administradores municipais, Justino Cathotho justificou que a decisão do governo local tem a ver com as fortes chuvas que se abatem sobre a região e deixam muitas famílias desalojadas.
    O comandante argumentou que, a com a criação desse fundo, pretende-se dar uma resposta rápida e eficaz às emergências provocadas pelas chuvas que caiem na região.
    O governo local recomendou às administrações municipais para, a partir dos seus orçamentos, depositarem mensalmente entre 150 a 200 mil kuanzas, no quadro da mobilização de recursos para o reforço da assistência humanitária aos sinistrados. Justino Cathotho adiantou que o dinheiro será disponibilizado a partir de Agosto e vai servir para reparar os danos provocados pelas catástrofes naturais.

    Famílias desalojadas

    A verba disponibilizada vai apoiar o realojamento provisório das populações nas áreas de risco para outras mais seguras, além de permitir a rápida deslocação das forças de Protecção Civil e Bombeiros.

    O Gabinete de Estudos, Planeamento e Estatísticas do governo provincial e os Serviços de Protecção Civil e Bombeiros vão fiscalizar a utilização da verba.
    Justino Cathotho esclareceu que as últimas chuvas na região, registadas no passado mês de Maio, deixaram ao relento 500 famílias, num total de 7.459 afectadas.
    Os Serviços de Protecção Civil e Bombeiros estão a efectuar o registo do número exacto de famílias que perderam as suas casas, para debelar as suas dificuldades. O responsável dos Serviços de Protecção Civil e Bombeiros destacou os municípios do Cuango e Lucapa como os mais afectados pelas últimas chuvas, respectivamente, com 400 e 200 casos.
    O director provincial dos serviços de bombeirops disse que vão ser desencadeadas acções de sensibilização na região dirigidas às comunidades, para impedir a construção de casas em áreas de risco, sobretudo próximas das ravinas.

    Fonte: Jornal de Angola

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Donald Trump provoca polêmica sobre Taiwan

    Donald Trump defenderá Taiwan no caso de uma invasão da China se vencer as eleições de novembro nos Estados...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema