Quinta-feira, Julho 18, 2024
26.7 C
Lisboa
More

    Covid-19: Terceira vaga inquieta especialistas de saúde guineenses

    O médico Edwis Martins considera que tem havido também algum “relaxamento” no que tange ao cumprimento das medidas de prevenção, “por parte das autoridades sanitárias e políticas”.

    Martins diz que esses “são os primeiros a ignorar os decretos e as medidas que eles mesmo impõem; e a população também foi dançando essa música. E hoje temos o desafio enorme que é de fazer a população voltar a acreditar na existência da doença”.

    “Continuamos a ter concertos, inclusive de artistas estrangeiros. Estes exemplos não ajudam. Às pessoas que vão a estes concertos, sequer são pedidos teste negativo de COVID-19 (…) muito menos apresentar cartões da vacina,” diz Martins.

    Além disso, diz a socióloga Cadija Mané, “permitimos que tudo esteja acontecer, nomeadamente as cerimônias culturais: “toka tchur” e fanadus.

    Mané, do grupo de comunicação afecto ao Alto Comissariado de Luta Contra COVID-19, realça que “estamos a permitir e autorizar que hajam concertos e comícios políticos, e depois estamos a decretar Estado de Calamidade”.

    Publicidade

    spot_img
    FonteVoA

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Ursula von der Leyen reeleita presidente da Comissão Europeia por larga maioria

    A reeleição estava envolta em incerteza e dependia de uma aritmética complicada entre os quatro partidos centristas. Ursula von der...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema