Quarta-feira, Maio 29, 2024
17.8 C
Lisboa
More

    Construção do templo central: Igreja Evangélica Reformada indica governadora de Luanda como madrinha

    A Igreja Evangélica Reformada de Angola (IERA), realizou no último domingo, 16, o culto de abertura do ano laboral, que contou com várias individualidades, com destaque para a Governadora de Luanda, Ana Paula de Carvalho.

    Em consonância com o calendário litúrgico, a IERA realizou com júbilo o culto solene de abertura do ano laboral 2022 e de acção de graças à Deus.

    Na ocasião, o Reverendo Alberto Daniel, secretário-geral da igreja, lembrou aos fiéis que a IERA, é parceira social activa do governo angolano e, reserva-se a apoiar as acções sociais do Executivo.

    Governadora de Luanda, Ana Paula de Carvalho.
    (DR)

    No âmbito desta parceria, ao falar perante os seus fiéis, o Reverendo Daniel, reforçou que a construção do templo central da Igreja Evangélica Reformada em Angola, poderá contar com o apoio do Executivo angolano, do qual a governadora provincial de Luanda, presente no culto, será a madrinha do projecto.

    “Pretendemos construir um templo, com capacidade para albergar pelo menos 20 à 30 mil fiéis e, algumas residências para os futuros secretários, bem como, a sede central em Luanda. Para o êxito desta empreitada, contamos com o apoio incondicional do Executivo, onde elegemos a governadora provincial, como a nossa madrinha”, pediu o prelado para mais tarde, garantir que a IERA, reserva-se, em apoiar o Estado angolano em várias acções sociais.

    Alberto Daniel, está convicto de que, a próxima visita da Governadora à Igreja, poderá servir para o acto de lançamento oficial da primeira pedra.

    CRENTES DA IGREJA EVANGÉLICA REFORMADA EM ANGOLA (IERA).
    (DR)

    “Depois deste momento, a próxima vez que cá voltarmos, será para a concretização do sonho”, garantiu, para mais tarde esclarecer que a Igreja está a dar todos os passos para que este objectivo seja concretizado, sendo que, neste momento, decorre o processo de legalização do espaço no sentido de se evitarem constrangimentos futuros.

    Entretanto, a Governadora Provincial, deixou claro que no momento, não há garantias financeiras por parte do Executivo, mas que, vai analisar e estudar com muita cautela a solicitação, para posterior resolução do problema.

    “Vamos levar a mensagem, as nossas estruturas centrais, para analisarmos com profundidade esta pretensão da IERA”, explicou a governante.

    De acordo com a governadora de Luanda, o momento é oportuno para aliar-se à igreja. “A IERA vai completar em Junho, 100 anos de existência, acho que o momento é oportuno, para a construção das suas infra-estruturas”, finalizou.

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    A China está de volta à África desta vez com mais investimentos e menos empréstimos

    O principal programa de cooperação económica da China está a ser relançado após uma pausa durante a pandemia global,...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema