Segunda-feira, Abril 15, 2024
22.2 C
Lisboa
More

    Cidadãos resistem à chuva no regresso das festas de passagem de ano

    Huambo – Mesmo com a intensa chuva que caiu pela cidade do Huambo, os cidadãos não se inibiram de sair às ruas para festejar e dar boas-vindas a 2023, dois anos depois das restrições impostas pela Covid-19.

    Com os olhos virados para o céu, centenas de citadinos, na sua maioria vestidos de brancos, incluindo a governadora da província do Huambo, Lotti Nolika, dirigiram-se ao largo do mercado municipal, para testemunhar a chegada do novo ano, com a expectativa de alcançarem tudo o que não foi realizado em 2022.

    Apesar de molhados, os cidadãos, residentes em vários pontos da cidade do Huambo e arredores, não desistiram da forte chuva e do frio intenso que se fazia sentir, com a explosão de alegria durante um espectáculo de pirotecnia de, aproximadamente, 20 minutos, decorrido no largo do mercado municipal.

    Antes do lançamento do fogo-de-artifício, o músico Tio Hossi proporcionou, aos presentes, um espectáculo ao vivo, com canções que manifestavam optimismo no ano que agora começa.

    Em breves declarações à imprensa, a governadora Lotti Nolika reafirmou a continuidade na construção de infra-estruturas social, com foco na garantia da sustentabilidade do nível de vida dos cidadãos.

    A governante apontou, entre as prioridades para 2023, a conclusão das estradas em execução na província do Huambo, quer seja as de âmbito central, quer as de âmbito local, para permitir uma maior mobilidade de pessoas e bens.

    Segundo Lotti Nolika, é importante que a população esteja tranquila, pois a província possui já possui orçamento para concluir com as obras em curso, entre escolas, hospitais, estradas e outras vão impactar, significativamente, no bem-estar comum.

    Depois do lançamento show de pirotecnia, vários cidadãos deslocaram-se aos locais de comemoração familiar, vigílias religiosas e festas de réveillon, estas últimas que regressam ao formato habitual, depois do cancelamento, em 2020, por força das medidas impostas pela pandemia da Covi-19.

    Ouvindo pela ANGOP, o cidadão José Epalanga disse estar satisfeito por ter chegado no novo ano e espera que Governo da província do Huambo preste maior atenção na melhoria do saneamento básico, para evitar amontoados de lixo, tanto no casco urbano, como na periferia.

    Eugénio Paulo, outro cidadão que diz estar satisfeito, sobretudo, por ter concluindo o grau de licenciatura durante o ano transacto, pediu maior reforço na segurança pública, para evitar actos de vandalização dos bens públicos colocados à disposição de todos.

    Referia-se que o gabinete local da Cultura, Turismo, Juventude e Desportos na legalizou 73 solicitações para festas de fim de ano, sendo 41 no município do Huambo, 12 no da Caála, oito no Bailundo, enquanto o Cachiungo, Chicala-Cholohanga, Chinjenje, Ecunha, Longonjo e Ucuma, têm duas cada.

    Com uma extensão territorial de 35 mil e 771 quilómetros quadrados, vivem na província do Huambo mais de dois milhões 600 mil habitantes, distribuídos pelos 11 municípios: Bailundo e Caála, Cachiungo, Chicala-Cholohanga, Chinjenje, Ecunha, Huambo, Londuimbali, Longonjo, Mungo e Ucuma.

    Publicidade

    spot_img
    FonteANGOP

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Analistas avaliam preço do petróleo após ataque do Irão a Israel

    Os futuros do petróleo quase não foram afetados pelo ataque sem precedentes do Irão a Israel, com os traders...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema