Quarta-feira, Fevereiro 21, 2024
16.5 C
Lisboa
More

    China: Dois milhões de “polícias” vigiam a Internet

    Polícia da internet na China (Foto: ningboguide.com)
    Polícia da internet na China (Foto: ningboguide.com)

    Pequim – Cerca de dois milhões de pessoas trabalham na vigilância e na censura da internet na China, segundo informação de um jornal oficial do país, que revelou detalhes sobre este “exército secreto”.

    Muitas pessoas dispõem de um programa que permite seleccionar, com palavras-chave, uma grande quantidade de mensagens que circulam nas redes sociais chinesas, divulgou o diário Notícias de Pequim.

    Os “polícias da rede”, pagos pelos órgãos de propaganda do governo e do Partido Comunista, assim como sites comerciais, se encarregam de evitar que as redes sociais sirvam de espaço para criticar o regime comunista ou perturbar a ordem.

    Apesar de serem muitos, os agentes não conseguem impedir que informações e comentários indesejados pelas autoridades chinesas sejam publicados e compartilhados na rede.

    O trabalho consiste, basicamente, em “vigiar e obter informações sobre os usuários”, disse um destes trabalhadores ao jornal. Ele contesta a alcunha de “agente secreto on-line”.

    Actualmente, as autoridades chinesas reforçam o controlo das informações difundidas nas redes sociais.

    Segundo uma directriz recentemente adoptada pelo governo, caso uma página de um microblog – como o Twitter – considerada ofensiva seja vista por 5.000 pessoas, o autor pode ir preso.

    Internautas chineses autores de mensagens consideradas difamatórias compartilhadas pelo menos 500 vezes correm o risco de pegar uma pena de três anos de prisão. (portalangop.co.ao)

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Angola reafirma compromisso com Programa de Acção de Doha

    Angola reafirmou, esta segunda-feira, na sede das Nações Unidas (ONU), em Nova Iorque, o seu compromisso com...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema