Quarta-feira, Junho 19, 2024
19.9 C
Lisboa
More

    China ameaça retaliar contra a UE num agravamento do conflito comercial entre os dois blocos

    Pequim deu a entender que poderia retaliar contra a União Europeia numa disputa comercial que mostra sinais de escalada da mesma forma que a disputa da China com os Estados Unidos.

    Se a UE continuar a investigar as empresas chinesas, então a China “muito provavelmente terá de tomar uma série de medidas para reagir”, afirmou uma publicação na Yuyuan Tantian, uma conta de rede social ligada aos meios de comunicação estatais da China. Pequim tem utilizado regularmente esses canais como forma de sinalizar a sua opinião sobre o comércio.

    A UE está a investigar os subsídios chineses numa série de indústrias, ameaçando impor tarifas aos fabricantes de automóveis eléctricos e mantendo as empresas fora dos concursos ferroviários e de energia. O presidente Xi Jinping visitou a Europa no mês passado procurando dissuadir o bloco de seguir o mesmo caminho que os EUA, que na semana passada anunciaram novas tarifas sobre algumas importações provenientes da China – levantando preocupações em Pequim de que a União Europeia possa seguir o exemplo .

    A postagem na mídia estatal chinesa não especificou quaisquer contramedidas, mas citou um advogado que observou que a UE depende da China como compradora de produtos agrícolas, como vinho e laticínios, bem como de aeronaves. A Câmara de Comércio Chinesa com a União Europeia repetiu o aviso, dizendo que “o vinho e os produtos lácteos europeus podem ser apanhados no fogo cruzado”.

    A acção chinesa nessas áreas teria provavelmente um impacto económico limitado para começar, uma vez que essas três indústrias representaram apenas cerca de 3% das importações chinesas da Europa no ano passado.

    Ainda assim, se os dois lados começarem a impor tarifas um ao outro ou a utilizar outros meios para restringir o comércio e o investimento, isso aumentaria os riscos para as empresas de todo o mundo que já estão a ter de lidar com os efeitos da disputa comercial entre os EUA e a China.

    No fim de semana passado, a China anunciou uma investigação sobre o alegado dumping de produtos químicos pela UE, bem como pelos EUA e outros. Em Janeiro, a China lançou uma investigação anti-dumping sobre as bebidas alcoólicas da UE, incluindo o conhaque – uma questão que surgiu durante as conversações de Xi em França.

    Os líderes da UE dizem que as indústrias do bloco estão em risco devido à produção subsidiada da China e não desfrutam de acesso justo aos mercados chineses

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Nvidia torna-se empresa mais valiosa da bolsa do mundo

    A fabricante de semicondutores Nvidia se tornou, nesta terça-feira (18), a empresa mais valiosa do mundo, superando Apple e...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema