Terça-feira, Maio 28, 2024
20.7 C
Lisboa
More

    China ajuda Moçambique no combate à pobreza

    Moçambique vai beneficiar da ajuda da República Popular da China para a definição de novas fórmulas e políticas para combater a pobreza, que afecta mais do que a metade dos moçambicanos.
    Com base nos acordos bilaterais de cooperação, os dois países lançaram nesta segunda-feira um Centro para a Cooperação na Redução da Pobreza, uma unidade cuja missão será a elaboração de pesquisas e recomendações de políticas para combater a pobreza.
    “Com o apoio da companhia Kingho, uma empresa chinesa que tem participações aqui no país, o centro vai tratar de questões ligadas a investigação e pesquisa e propor medidas concretas para a redução da pobreza”, disse o Ministro da Planificação e Desenvolvimento, Aiuba Cuereneia, durante a cerimónia que marcou o lançamento do centro.
    Nos últimos dez anos, o governo já implementou duas versões de estratégias de redução da pobreza, contudo, os resultados continuam a ser questionados.
    É que apesar dos altos níveis de crescimento económico, considerados exemplares ao nível mundial, em muitos pontos do país ainda há pessoas com problemas de comida, habitação e assistência médica básica.
    O Conselheiro do Estado da República Popular da China ao nível do Gabinete de Combate a Pobreza, Fan Xiaojian, disse que o seu país vai trazer a Moçambique, as experiências do seu país, baseadas nos resultados já alcançados, como resultado das estratégias e políticas para a redução da pobreza rural.
    “Nós lutamos com uma dureza extraordinária e conseguimos encontrar um caminho para a redução da pobreza nas áreas rurais e é isso que queremos partilhar com Moçambique”, disse o representante do governo chinês, na abertura de um “Seminário sobre as Políticas de Redução da Pobreza em Moçambique e na China”.
    A China tem sido o principal parceiro económico de Moçambique dos últimos anos, e só nos últimos dez dias já anunciou a disponibilização de créditos acima de dois milhões de dólares, maioritariamente, para financiamento de infra-estruturas.

    FONTE: Voa

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Angola: Indícios de escândalo financeiro abalam Administração Geral Tributária

    Processos de investigação criminal na Administração Geral Tributária (AGT) em Angola, com detenções por suspeitas de corrupção na província...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema