Segunda-feira, Julho 15, 2024
20.3 C
Lisboa
More

    Centro de saúde sem berços na pediatria

    O Centro de Saúde da Terra Nova tem falta de camas na pediatria, o que origina que as cerca de 30 crianças ali internadas tenham de dormir em colchões estendidos no chão, constatou ontem Juvelina Imperial, durante uma visita que efectuou àquele centro.
    A vice-governadora de Luanda, que também visitou o Centro de Saúde do Rangel e o Centro Materno-infantil da Samba, manifestou-se chocada com a realidade que encontrou, principalmente na pediatria do Terra Nova, onde para além de falta de berços, há falta de água.
    “As crianças estão a dormir no chão. Ficámos a saber que foram encomendados novos berços, porque os antigos estavam em estado avançado de degradação”, disse Juvelina Imperial.

    Salas de internamento

    O centro da Terra Nova tem três salas de internamento em pediatria, com capacidade para dez camas cada. Segundo o administrador da unidade sanitária, o centro tem um orçamento mensal de 15 milhões de kwanzas, mas José Sebastião afirma que a verba é insuficiente para a sua gestão.
    “Neste momento, não temos transporte para a alimentação e estamos sem água, sendo abastecidos através de cisternas da EPAL. Estamos sem berços na pediatria, porque os que tínhamos estavam em péssimas condições.
    Mas já encomendámos berços de ferro, que duram mais tempo, mas que ainda não estão concluídos por falta de material na fábrica”, explicou José Sebastião.
    O banco de urgência regista em média 150 pacientes por dia e as doenças mais frequentes são as diarreias, paludismo, tosse e  tuberculose, entre outras.
    Durante o seu périplo, a vice-governadora procedeu à entrega de duas ambulâncias novas aos centros de saúde da Terra Nova e da Samba, passando a existente no primeiro para o centro do Rangel.
    “Os equipamentos são para unidades hospitalares de maior referência na cidade.
    As dificuldades que encontrámos nestes centros serão resolvidas nos próximos dias. Já sabemos que medidas tomar para colmatar estas necessidades. Continua a ser prioridade do governo levar os serviços de saúde cada vez mais próximo das comunidades”, disse a vce-governadora  Juvelina Imperial.
    Maria Gomes Silva, administradora do município do Rangel, manifestou-se satisfeita com o gesto do governo da província de Luanda.“Esta preocupação foi levada ao governador de Luanda na segunda-feira, durante uma reunião, e rapidamente fomos atendidos”, sublinhou, acrescentando que  “isso significa que os nossos superiores estão receptivos a resolver grande partes das preocupações que têm sidoapresentadas pelos munícipes.

    Fonte: Jornal de Angola

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Trump é retirado de comício na Pensilvânia após disparos

    O ex-presidente americano Donald Trump, candidato à reeleição, foi retirado do palco neste sábado durante um comício na Pensilvânia,...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema