Portal de Angola
Informação ao minuto
Categoria do Título da Página

Registo de Memórias

Registo de Memórias: Guerra de Independência de Angola

A Guerra de Independência de Angola, também conhecida como Luta Armada de Libertação Nacional, foi um conflito armado entre as forças independentistas de Angola — UPA/FNLA, MPLA e, a partir de 1966, a UNITA — e as Forças Armadas de Portugal. Para o MPLA, a guerra teve início a 4 de Fevereiro de 1961, quando um grupo de cerca de 200 angolanos, ligados a este movimento, atacou a Casa de Reclusão Militar, em Luanda, a Cadeia da 7.ª Esquadra da polícia, a sede dos CTT e a Emissora Nacional de Angola. No entanto, para Portugal…

Registo de Memórias: Viriato Clemente da Cruz

Viriato Francisco Clemente da Cruz (Porto Amboim, 25 de março de 1928 até Pequim, República Popular da China, 13 de junho de 1973) foi considerado um importante impulsionador de uma poesia angolana, nas décadas de 1940, 1950 e 1960, e um dos líderes da luta pela libertação de Angola. Viriato cresceu numa família em situação económica difícil, uma vez que o seu pai o tinha abandonado. Apesar destas dificuldades, fez estudos liceais no Liceu Salvador Correia. Nos anos 1950 esteve em contacto com a movimentação anticolonial…

Registo de Memórias: Mário Coelho Pinto de Andrade

Fundador e primeiro presidente do MPLA, Mário Coelho Pinto de Andrade, filho de José Cristino Pinto de Andrade e de Ana Rodrigues Coelho , natural do Golungo Alto, Angola, nascido a 02 de Agosto de 1928 - falecido em Londres a 26 de Agosto de 1990, mais conhecido por Mário Pinto de Andrade, foi um ensaísta e activista político angolano, Em 1930 foi para Luanda, onde fez os estudos primários no Seminário de Luanda e concluiu, em 1948, os estudos secundários no Colégio das Beiras. Partiu para Lisboa, nesse mesmo ano, para…

Registo de Memórias: Gentil Viana

Nascido na capital de Angola, em Novembro de 1935, Gentil Ferreira Viana começou jovem, ainda no liceu de Luanda, a lutar pela identidade angolana nos moldes que eram possíveis naqueles tempos em que o fascismo português exercia feroz repressão política em Portugal e nas suas colónias. Seguia as pisadas do seu pai, Gervásio Viana, um dos fundadores da Liga Nacional Africana. Em 1954 foi para Portugal fazer os seus estudos universitários (em Angola não havia então universidade), onde viria a concluir o curso de direito.…

Registo de Memórias: Fraccionismo (27 de Maio 1977)

Fraccionismo foi o nome dado a um movimento político Angolano, liderado por Nito Alves, ex-dirigente do MPLA (Movimento Popular de Libertação de Angola), no poder desde a independência do país. Este movimento articulou-se como dissidência no seio do MPLA, após a independência de Angola, em oposição ao Presidente Agostinho Neto, e lançou em Luanda uma tentativa de Golpe de Estado a 27 de maio de 1977. O golpe fracassou devido ao apoio das FAR (forças cubanas estacionadas em Angola). O GOLPE Na madrugada de 27 de maio de…

Registo de Memórias: Batalha de Cuito Cuanavale

A Batalha de Cuito Cuanavale foi o maior confronto militar da Guerra Civil Angolana, ocorrido entre 15 de Novembro de 1987 e 23 de Março de 1988 . O local da batalha foi o sul de Angola na região do Cuito Cuanavale na província de Cuando-Cubango, onde se confrontaram os exércitos de Angola FAPLA (Forças Armadas Populares de Libertação de Angola) e Cuba (FAR) contra a UNITA (União Nacional para a Independência Total de Angola) e o exército sul-africano. Foi a batalha mais prolongada que teve lugar no continente africano…

Registo de Memórias: Jonas Savimbi

Jonas Malheiro Savimbi (Munhango, Moxico, 3 de Agosto de 1934 — Lucusse, Moxico, 22 de Fevereiro de 2002) foi um nacionalista, político e guerrilheiro angolano e líder da UNITA durante mais de trinta anos. Tendo, em conjunturas diversas, tido o apoio dos governos dos Estados Unidos da América, da República Popular da China, do regime do Apartheid da África do Sul, de Israel, de vários líderes Africanos (Félix Houphouët-Boigny da Costa do Marfim, Mobutu Sese Seko do Zaire, do rei Hassan II de Marrocos e Kenneth Kaunda da…

Registo de Memórias: Holden Roberto

Holden Roberto (São Salvador do Congo, 12 de Janeiro de 1923 — Luanda, 2 de Agosto de 2007) foi um dirigente nacionalista angolano. Iniciou a sua actividade política em 1954 com a fundação da União dos Povos do Norte de Angola (UPNA), mais tarde designada UPA. Era filho de Garcia Diasiwa Roberto e Joana Lala Nekaka. Apesar de nascido em São Salvador do Congo (actual M'Banza Kongo) em Angola, foi com a família para Leopoldville (actual Kinshasa, República Democrática do Congo) com apenas 2 anos, onde regressou apenas em…

Registo de Memórias: José Eduardo dos Santos

José Eduardo dos Santos (Sambizanga, Luanda, 28 de Agosto de 1942) é um engenheiro e político angolano e presidente da República de Angola desde 21 de Setembro de 1979 e para o qual foi reeleito com uma maioria absoluta de 71,84% em 2 de Setembro de 2012. Como presidente, José Eduardo dos Santos, é também chefe do executivo e comandante em chefe das Forças Armadas Angolanas (FAA). Em simultâneo é presidente do MPLA (Movimento Popular de Libertação de Angola), o partido no poder desde a independência do país, em 11 de…

Registo de Memórias: António Agostinho Neto

António Agostinho Neto (Catete, Ícolo e Bengo, 17 de Setembro de 1922 — Moscovo, 10 de Setembro de 1979) foi um médico angolano, formado nas Universidades de Coimbra e de Lisboa, foi presidente do Movimento Popular de Libertação de Angola e em 1975 se tornou o primeiro presidente de Angola até 1979 Em 1975-1976 foi-lhe atribuído o "Prémio Lenine da Paz". Fez parte da geração de estudantes africanos que viria a desempenhar um papel decisivo na independência dos seus países naquela que ficou designada como a Guerra Colonial…

Registo de Memórias: Processo dos 50

Foi designado “Processo dos 50” a um conjunto de três processos políticos que se iniciaram a 29 de Março de 1959 com as prisões de vários nacionalistas Angolanos, terminando em 24 de Agosto do mesmo ano com a última prisão. Deve-se esse nome ao facto de Joaquim Pinto de Andrade ter enviado para o seu irmão que vivia no exterior, Mário Pinto de Andrade, um folheto denunciando a prisão de 50 nacionalistas. A denúncia internacional destas prisões, deu a conhecer ao mundo o que se passava em Angola, desmascarando as verdadeiras…

Registo de Memórias: Independência de Angola

No dia 11 de Novembro de 1975, o Alto Comissário e Governador-Geral de Angola, almirante Leonel Cardoso, em nome do Governo Português, proclamou a independência de Angola, transferindo a soberania de Portugal, para o Povo Angolano, de forma efectiva a partir de 11 de Novembro de 1975: O controlo de Angola estava dividido pelos três maiores grupos nacionalistas MPLA, UNITA e FNLA, pelo que a independência foi proclamada unilateralmente, pelos três movimentos. O MPLA que controlava a capital, Luanda, proclamou a…

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »