Terça-feira, Maio 28, 2024
14.8 C
Lisboa
More

    Brasil está a um passo do ouro inédito no mundial de handebol

    A seleção brasileira comemora uma das vitórias no campeonato mundial realizado na Sérvia. (Foto: serbia2013.com)
    A seleção brasileira comemora uma das vitórias no campeonato mundial realizado na Sérvia.
    (Foto: serbia2013.com)

    Uma final inédita será realizada neste domingo em Belgrado e fará uma das duas equipes, Brasil ou Sérvia, erguer pela primeira vez em sua história o troféu de campeã mundial de handebol feminino. Cerca de 20 mil pessoas são esperadas no ginásio Kombank Arena, o que será um novo recorde de público para essa modalidade. O jogo será às 14h15 pelo horário de Brasília.

    Chegar à final já é uma grande conquista para o handebol feminino do Brasil que já tem garantido ao menos uma medalha de prata, feito já considerado excepcional na história desse esporte para o país. A melhor posição já alcançada pela equipe foi o 5° lugar no Mundial de 2011, disputado em São Paulo.

    A seleção brasileira é a segunda equipe não europeia a chegar à final do Mundial, após a Coréia do Sul que terminou com a medalha de ouro em 1995.

    Sem tradição no esporte, a equipe do Brasil era considerada um “azarão” para a conquista do título. Ela conta com um grupo muito experiente, acostumado a jogar junto. Após a derrota nas quartas-de-final no Mundial de 2011, as jogadoras estabeleceram como meta os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016.

    Quarenta anos depois do único título conquistado pela ex-Iugoslávia, a Sérvia pode esperar neste domingo consagrar-se pela primeira vez como campeã sendo uma nação independente. As sérvias não eram consideradas favoritas para a medalha de ouro mas souberam tirar vantagem do 4° lugar no último campeonato europeu, em 2012, realizado no próprio país.

    Apoiadas por mais de 18 mil torcedores que invadiram o ginásio de Belgrado, o que já havia garantido um recorde de público para o handebol feminino, as sérvias eliminaram a Polônia nas semifinais ao vencerem a partida por 24 a 18.

    Os pontos fortes do time são uma defesa rigorosa e uma goleira de muito talento, Katarina Tomasevic, que brilhou sobretudo na vitória das quartas contra a Noruega, atual campeã olímpica e mundial.

    Brasil em vantagem ?

    Brasil e Sérvia se enfrentaram na primeira fase, com a vitória apertada das brasileiras por 25 a 23. Segundo especialistas, a seleção do Brasil é favorita por ter mais opções de jogo que as sérvias, com um ataque mais variado. Mas para ficar com o título, será preciso controlar as emoções da final e a pressão da torcida adversária.

    Seis brasileiras atuam juntas durante o ano defendendo as cores do time austríaco de Niederösterreich, o que facilita o entrosamento em quadra. O treinador dinamarquês Morten Soubak também pode ser considerado responsável pela evolução do handebol feminino do Brasil que ganhou em jogo coletivo e no controle emocional, já que as brasileiras eram consideradas irregulares em competições.

    Além da boa fase da goleira Babi, o Brasil tem um trio considerado de “ouro” com a ponta direita Alexandra Nascimento, vice-artilheira do Mundial com 48 gols, a armadora Eduarda Amorim e a central Ana Rodrigues. Na final, Alexandra pode superar a líder da artilharia, a alemã Susann Muller que tem 62 gols.

    A Sérvia tem menos qualidades ofensivas e se apoia na dupla Sanja Damnjanovic/Andréa, que dividem a quinta colocação na artilharia da competição.

    O Brasil também e a única seleção a chegar invicta à final já que além da própria Sérvia, havia derrotado a Argélia, China, Dinamarca Japão na primeira fase, e depois Holanda, nas oitavas, Hungria nas quartas, e novamente a Dinamarca nas semifinais. (rfi.fr)

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Palestinianos acusam Israel de “massacre” em ataques a deslocados em Rafah

    De acordo com as autoridades do Hamas, pelo menos 45 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas no bombardeamento israelita...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema