Sexta-feira, Abril 19, 2024
15.3 C
Lisboa
More

    Bolsa Social reforça combate à pobreza-ministra das Finanças

    A Bolsa Social, lançada esta terça-feira, constitui num instrumento inovador de investimentos para apoiar a agricultura familiar, com impacto na geração de riqueza e no combate à pobreza, de forma sustentável, considerou a ministra das Finanças, Vera Daves de Sousa.

    Falando na cerimónia oficial de lançamento do projecto denominado Bolsa Social, da Bolsa de Dívida e Valores de Angola (BODIVA), a governante indicou que este é um mecanismo visa objectivos, além do lucro financeiro.

    “Esta iniciativa proporciona aos investidores uma oportunidade para canalizar os seus recursos a projectos que visam gerar impacto social positivo, sem prejuízo das expectativas legítimas do retorno financeiro”, sublinhou.

    Vera Daves enfatizou que a iniciativa da Bolsa Social auxilia as famílias mais vulneráveis, criando condições para a auto-sustentação.

    Por isso, esclarece a ministra, a Bolsa Social vai apoiar os sectores produtivos ligados à agricultura familiar, uma vez que este segmento é gerador de riqueza e combate a pobreza de forma sustentável, originando um novo tipo de lucro, o “lucro social”.

    Na sua comunicação, a dirigente realçou que este instrumento permite que as organizações e os empreendedores captem recursos para iniciativas sobre questões sociais, económicas, ambientais e culturais, atraindo investidores que desejam fazer a diferença na sociedade.

    “Com o lançamento da Bolsa Social estão criadas as condições para o surgimento de projectos, cada vez mais inclusivos e sustentáveis, tendo no lucro também a componente bem-estar social, concorrendo para o objectivo de reduzir a pobreza e as desigualdades no acesso ao rendimento”, reforçou o ministra das Finanças, Vera Daves de Sousa.

    Na ocasião, a secretária de Estado para a Família e Promoção da Mulher, Alcina da Cunha Kindanda, considerou o projecto Bolsa Social como um instrumento importante para ajudar as famílias vulneráveis, em particular as do meio rural.

    Segunda a secretária de Estado, com esta iniciativa, as famílias terão acesso ao financiamento e assistência técnica para desenvolverem pequenos negócios, a transformação dos produtos, bem o escoamento da produção, aliado à literacia financeira.

    “ As famílias vão poder melhorar as suas rendas, com isso, a qualidade de vida dos seus agregados. Esperamos que este projecto possa beneficiar o maior número de organizações e famílias”, ambiciona a governante.

    A Bolsa Social, da Bolsa de Dívida e Valores de Angola (BODIVA), vai desenvolver a fase piloto, em parceria com a Associação para o Agronegócio e Empreendedorismo (SEIVA) na região do Dombe Grande, em Benguela.

    Nesta conformidade, o projecto, orçado em Kz 450 milhões para os próximos três anos, vai incidir particularmente sobre o empoderamento da mulher rural e reduzir os custos de financiamento da actividade agrícola de 1250 famílias.OPF/AC

    Publicidade

    spot_img
    FonteANGOP

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Israel faz ataque direto ao Irão, diz autoridade dos EUA

    Israel realizou um ataque direto contra o Irão nesta sexta-feira (19), segundo confirmou um oficial dos Estados Unidos à...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema