Domingo, Junho 23, 2024
24.9 C
Lisboa
More

    BNA prevê taxa de inflação entre 9 a 11%

    O Banco Nacional de Angola (BNA) prevê, até o final de 2023, uma taxa de inflação entre 9 a 11%, aproximando-se a recomendada na Região da SADC.

    Mesmo com esta previsão, o governador do BNA, José de Lima Massano, considera ainda muito alta.

    A meta da inflação a nível dos países da SADC é de 4 a 6%, valores que ainda não serão observados até o fecho de 2023, em Angola.

    Actualmente, a taxa de básica de juro do BNA passou de 19,5% para 18%, ainda acima da taxa de inflação que está em 13,8%.

    Falando em conferência de imprensa, após a reunião do Comité de Política Monetária (CPM), Lima Massano defende a necessidade de se trabalhar mais para a redução da inflação, um exercício que para ele não deve ser levado na óptica de “estrangulamento” da economia.

    “Se o actual quadro se manter inalterado, nós temos condições para continuar a fazer este percurso”, disse José Massano.

    Para o responsável, se o ritmo da economia manter-se, se os factores externos não afectarem o principal produto de exportação do país, o petróleo, se se manter a estabilidade no mercado cambial e a continua oferta de bens essenciais, quer de produção nacional quer importados, tem-se condições para se fazer o caminho da redução da inflação.

    ” Essa também é a nossa expectativa.O que temos de projecções também é isso que nos diz”, avançou, admitindo que, para lá chegar, o Comité de Política Monetária terá de continuar a manter a política restritiva.

    Para o crescimento económico em 2023, o BNA prevê que a economia nacional prossiga a sua trajectória ascendente, crescendo a uma taxa em torno de 3,3%.

    Em 2022, a inflação teve uma variação de 13,8%, observando-se uma queda acentuada na economia fase aos 27,03% registado em 2021.

    Naquele período, 2022, registou-se uma menor variação dos preços na economia, com a queda acentuada de preços de alguns produtos.

    O comportamento da inflação foi influenciado pela política monetária em curso, apreciação da moeda nacional em relação às moedas estrangeiras, bem como o aumento e regularidade da oferta de bens de amplo consumo, com destaque para bens alimentares.

    Publicidade

    spot_img
    FonteANGOP

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Extrema direita avança como favorita nas eleições legislativas da França

    A apenas uma semana do primeiro turno das eleições legislativas na França, a extrema direita lidera as pesquisas e...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema