Segunda-feira, Junho 24, 2024
24.4 C
Lisboa
More

    Banco Mundial dá crédito extra ao sector das águas em Angola

    O Banco Mundial (BM) concedeu a Angola um crédito adicional de 120 milhões de dólares para a implementação do projecto de desenvolvimento institucional do sector das águas, indica um comunicado emitido na passada segunda-feira, em Washington, depois do consenso obtido pelo Conselho de Directores Executivos dessa instituição financeira internacional.
    O financiamento do BM ao sector das águas está agora fixado, no total, em 233,2 milhões de dólares e será administrado directamente pelo Ministério da Energia e Águas. O valor para o projecto principal, aprovado em 2008, é de 113,2 milhões de dólares. Segundo o comunicado, o novo projecto prevê aplicar gradualmente os fundos na prestação de serviços de água nas áreas suburbanas das cidades onde residem populações carentes.
    Com esse fundo adicional, a Associação Internacional para o Desenvolvimento (IDA) irá financiar a reabilitação e a expansão dos sistemas de distribuição de água potável para melhorar a capacidade e para o número de ligações domésticas nas áreas urbanas das cidades de Malange, Cuito, N’dalatando, Uíge, Huambo, Luena, Menongue, Lubango e M’banza Congo.
    De acordo com o comunicado, os fundos adicionais vão, especificamente, assegurar a expansão das actividades incluídas na componente três do projecto original, para levar a cabo trabalhos de reabilitação dos sistemas de produção.
    Os investimentos incluem a reabilitação das redes de produção e tratamento de água, a construção de novos reservatórios de distribuição nas plantas de tratamento existentes, a construção e apetrechamento de novos laboratórios, para melhorar a qualidade da água, a substituição do equipamento electromecânico e a construção de novos poços e de 403 quilómetros de redes de distribuição.
    Além da construção de 60 mil conexões domésticas, esse fundo adicional vai contribuir para a preparação do cadastro técnico dessas ligações, de forma a assegurar um sistema de informação para medir o consumo de água e para processar as facturas e manter os registos de pagamento dos consumidores. Para já, estima-se que mais de um milhão de pessoas venham a beneficiar de água potável nas nove capitais provinciais abrangidas.
    Para o Banco Mundial, essa mudança é um passo em frente nos esforços das autoridades angolanas no pós-guerra. Para esta nova visão do BM, contribuem as transformações por que está a passar o sector das águas em Angola, para o qual são direccionados pelo Executivo investimentos que representam, para as instituições internacionais, uma grande oportunidade para o desenvolvimento institucional.

    in JA

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Biden e Trump se enfrentam em primeiro debate na quinta-feira

    O primeiro debate entre o democrata Joe Biden e o republicano Donald Trump na corrida à Casa Branca, marcado...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema