Segunda-feira, Junho 24, 2024
29.1 C
Lisboa
More

    Autoridades reiteram compromisso com os cuidados primários de saúde

    O governo angolano investiu, durante o primeiro semestre deste ano, seis milhões de dólares norte-americanos no Programa de Cuidados Primários de Saúde, na província da Huíla.
    A informação foi prestada ontem pelo vice-governador para a área Económica, Sérgio da Cunha Velho, quando falava obre a gestão dos fundos dos cuidados primários, durante o Conselho Consultivo Alargado da Saúde na Huíla.
    Sérgio da Cunha Velho informou  na ocasião  que cada município da Huíla recebe anualmente 191 milhões de kwanzas para sustentar o sector da saúde.
    Os fundos estão a ser utilizados na manutenção dos imóveis, equipamentos e transportes, assim como em despesas com energia, água, supervisão, jornadas de vacinação, combustíveis, material de escritório, gastáveis e oxigénio.
    Ao proceder à abertura da reunião, o vice-governador para a Área Política e Social, José Arão, apelou aos profissionais da saúde para melhorarem o serviço. O governante disse que a “humanização dos serviços” vai garantir melhor assistência aos doentes.
    José Arão acrescentou que as unidades sanitárias podem dispor dos meios indispensáveis ao seu funcionamento, como medicamentos, alimentação, energia eléctrica, água potável e combustíveis, através do Programa Municipal  dos  Cuidados Primários.
    “O problema do mau atendimento ao público reside no comportamento de alguns funcionários, aos quais apelamos para primarem por um tratamento humanizado aos doentes”, salientou José Arão.

    O vice-governador da província  disse que o governo da Huíla criou condições para levar os serviços de saúde à população.

    Apelo aos profissionais

    O coordenador do grupo de acompanhamento da província da Huíla para o Programa Integrado de Desenvolvimento Rural e Combate à Pobreza, o sociólogo Simão Helena, adiantou que a assistência médica é uma das maiores preocupações do governo.
    “A questão da humanização dos serviços de saúde está na ordem do dia. Por isso, os responsáveis do sector devem sensibilizar os profissionais a tratarem os pacientes com carinho e atenção”, referiu.
    Para o director provincial da Saúde, Barnabé Lemos, os cuidados primários são um ganho para as populações e para o sector, porque melhoram a assistência médica nos municípios, comunas e aldeias. Pediu aos profissionais da saúde maior empenho e dedicação.
    O programa está a ser implementado desde 2007 na província da Huíla, nos municípios do Lubango, Caluquembe, Caconda e Matala.
    A rede sanitária da província da Huíla tem cinco hospitais provinciais, três municipais, 33 centros de saúde, 203 postos médicos e assiste uma população estimada em mais de três milhões de habitantes.

    Fonte: Jornal de Angola

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Biden e Trump se enfrentam em primeiro debate na quinta-feira

    O primeiro debate entre o democrata Joe Biden e o republicano Donald Trump na corrida à Casa Branca, marcado...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema