Sexta-feira, Junho 14, 2024
16.4 C
Lisboa
More

    Autoridade Tributária quer mais receitas

    Autoridade Tributária quer mais receitasO presidente da Autoridade Tributária de Moçambique (AT), Rosário Fernandes, disse em Tete que a sua instituição acaba de elaborar uma estratégia com vista a assegurar a melhoria da colecta de receitas, sobretudo a nível das capitais provinciais, com destaque para a cidade de Maputo.
    A medida visa essencialmente garantir o cumprimento integral da meta de colecta de impostos para este ano, cuja rectificação foi recentemente aprovada pela Assembleia da República. A colecta de receitas vai passar de 73,2 mil milhões de meticais para 79,2 mil milhões.“O orçamento rectificativo já está aprovado pela Assembleia da República.
    Tínhamos um compromisso anterior de 73,2 mil milhões de meticais para este ano 2011 e por força do orçamento rectificativo há um acréscimo deste valor para 79,2 mil milhões. Já estamos a trabalhar.Em Junho iniciámos um plano estratégico em Maputo envolvendo os principais actores da colecta e já há o compromisso de tudo fazermos para cumprir a meta”, disse Rosário Fernandes. O presidente da Autoridade Tributária de Moçambique disse que este esforço será empreendido para minimizar o défice entre a receita e a despesa.
    Entretanto, dirigindo-se aos representantes do Estado a vários níveis, na sede do posto administrativo de Mucumbura, junto à fronteira com o Zimbabwe, onde esteve de visita no passado dia 29 de Junho, Rosário Fernandes explicou que em todo o país o governo está a montar uma estratégia para um controlo eficaz da faixa fronteiriça terrestre, marítima e aérea.
    Este trabalho vai permitir que o país registe um desenvolvimento harmonioso para corresponder aos próximos desafios, no âmbito do crescimento dos índices de vida social e económica da população.
    “Estamos a montar toda a estratégia que permite controlar as ­nossas fronteiras marítimas, terrestres e aéreas. Temos uma extensa fronteira terrestre com cerca de 4.200 quilómetros, onde mais de mil são com o Zimbabwe e 1.400 com o Malawi. No mar temos uma fronteira de 2.700 quilómetros.
    O país é grande e temos que estar preparados para este desafio”, referiu.Rosário Fernandes anunciou que serão inaugurados em breve  edifícios modernos dos Postos Fiscais de Travessia de Cassacatiza, junto à fronteira com a Zâmbia.

    Fonte: Jornal de Angola

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Cimeira do G7 reforça PGII e Itália anuncia contribuição de 320 milhões de dólares para o Corredor do Lobito em Angola

    A Presidente do Conselho de Ministros da Itália e Presidente do G7, Giorgia Meloni, reuniu-se com os outros Líderes...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema