Segunda-feira, Março 4, 2024
12.4 C
Lisboa
More

    Ataque informático deixa mensagem radical no site da Comunidade Islâmica de Lisboa

     Comunidade islâmica de Lisboa (João Henriques)
    Comunidade islâmica de Lisboa
    (João Henriques)

    Direcção da Comunidade já transmitiu o caso às autoridades e repudia discurso extremista

    Um ataque informático colocou uma mensagem extremista no site da Comunidade Islâmica de Lisboa (CIL), com um apelo à violência e de combate “aos infiéis” e afirmando que os extremistas vão “tomar conta de Portugal e deste povo fraco”. A mensagem foi publicada com a data de quarta-feira e a direcção da CIL já confirmou que transmitiu o caso às autoridades nacionais, repudiando desde já o discurso extremista.

    O presidente da direcção da Comunidade Islâmica, Abdool Vakil, deixou uma mensagem no site afirmando que não conhece “ninguém da nossa Comunidade ou qualquer muçulmano residente em Portugal que possa ter esse tipo de atitude, parecendo mais uma acção de um agente provocador”. A direcção da CIL confirma que aquela página da Internet foi alvo de um “ataque de hackers com introdução de um texto jihadista apelando à violência”.

    Abdool Vakil aproveita para referir que “o que se está a passar”, com os actos terroristas do Estado Islâmico, nada tem a ver com os muçulmanos portugueses e apenas traz uma ideia errada do que de facto é o Islão”. “Não passa de uma tentativa de provocar reacções contra muçulmanos e de denegrir a imagem da sua religião”, defende. O líder da comunidade de Lisboa acrescenta que os muçulmanos estão “todos bem integrados na sociedade portuguesa” e defendem “uma harmonia e respeito mútuo entre todas as religiões”, sendo que “todos os supostos jihadistas portugueses mencionados nos jornais já viviam fora de Portugal há algum tempo, antes de serem aliciados. Quero também frizar que o Jihad não é o que tem sido falado pelos media pois a verdadeira Jihad é a que cada um de nós faz no seu interior para moldar o espírito para o bem e tornar-se uma melhor pessoa,” explica.

    A mensagem extremista retirada do site fazia uma referência indirecta à instituição do califado: “Está na horas meus irmãos. Está na hora de demonstrar ao mundo a força do islamismo e de combater os infiéis! O plano está traçado e preparado. Iremos tomar conta de Portugal e deste povo fraco e levaremos o nosso Islão ao mais elevado patamar do desejo do Senhor!”, referia o texto. (ionline.pt)

    por Filipe Morais

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    TAAG promove Angola e destinos africanos na bolsa do turismo de Lisboa

    A TAAG-Linhas Aéreas de Angola participou de 28 de Fevereiro a três de corrente mês, na 4ª edição da...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema