Sábado, Março 2, 2024
14.8 C
Lisboa
More

    Artista considera imperiosa criação de Museu de Arte

    Marcela Martins Costa (DR)
    Marcela Martins Costa (DR)

    A artista plástica angolana, Marcela Costa, considerou hoje, sábado, em Luanda, ser imperiosa a criação de um Museu de Arte em Angola por formas a catalogar o trajecto dos criadores nacionais.

    Marcela Costa, que fez esta consideração à Angop, referiu que, por exemplo, está na arte há mais de 30 anos e todo o seu labor devia estar exposto num museu.

    “Temos os artistas plásticos António Olé, Francisco Van-Dúnem, Jorge Gumbe e outros criadores de referência cujos feitos devem ser conhecidos”, asseverou.

    O labor destes artistas, apontou, devem estar em algum lado e melhor em Angola, para que as novas gerações os conheçam e saibam realmente o que se fez e faz em torno da arte angolana.

    A criadora apontou ainda necessidade da preservação das vestes dos grupos carnavalescos antigos, pois estes adereços contam a história do Entrudo angolano.

    “Muitas destas vestes estão guardadas em casa dos integrantes dos grupos e aí muita coisa já se perdeu”, salientou.

    Para Marcela Costa, que também é a directora da Galeria Celamar, a cultura, sendo a chave de um povo, deve necessariamente acompanhar esta dinâmica actual.

    Tecelã e pintora, Marcela Martins Costa nasceu em Setembro de 1957, em Golungo Alto, na província do Kwanza Norte, em Angola.

    Depois de concluir o curso de Artes Visuais na Escola Industrial de Luanda, foi convidada por um dos seus professores, o pintor Viteix (Vítor Teixeira), para integrar um projecto de desenvolvimento cultural, que se encontrava a cargo do Conselho Nacional da Cultura.

    (DR)
    (DR)

    Posteriormente, trabalhou como desenhadora no Departamento Nacional de Museus e Monumentos e, em seguida, fez diversos cursos de tecelagem artística e de serigrafia na Suécia e no Brasil. Em 1995, criou o Atelier de Artes Marcela Costa.

    Realizou várias exposições, a nível individual e colectivo, em países como Reino Unido, Brasil, França, Zimbabwe, Estados Unidos, Zâmbia, África do Sul, entre outros. Em 2002, inaugurou uma exposição, cujo tema foi “Arte Mulher-Angola 25 anos”. Nesse mesmo ano, recebeu o Prémio Nacional de Cultura e Artes, na categoria de

    Artes Plásticas.

    Marcela Costa utiliza, nas suas criações, materiais como tecido, areia, estampas aplicadas, texturas naturais, em formas preferencialmente curvas que traduzem uma expressão no feminino e uma proximidade à terra. (portalangop.co.ao)

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    PGR realça empenho no combate à criminalidade económico-financeira

    O Procurador-Geral da República (PGR), Hélder Pitta Groz, sublinhou esta sexta-feira, em Luanda, que o esforço e empenho da...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema