Sábado, Abril 20, 2024
22.6 C
Lisboa
More

    Angola defenderá no Conselho de Segurança multilateralismo na resolução de problemas universais

    Manuel Vicente (Foto: Angop)
    Manuel Vicente (Foto: Angop)

    A República de Angola se propõe a defender, no Conselho de Segurança das Nações Unidas, o multilateralismo na resolução dos problemas universais (…) com base no reconhecimento dos legítimos interesses de todas as partes e na sua concertação para soluções.

    A pretensão consta de uma cartilha da campanha para a eleição de Angola a membro não permanente do Conselho de Segurança para o período 2015/201, distribuída a margem da XXII cimeira de Chefes de Estado e de Governo da União Africana, que decorre de 30 a 31 de Janeiro, em Addis Abeba, capital da Etiópia.

    Baseada na sua história como Nação, Angola considera a paz e segurança premissas fundamentais para o desenvolvimento, a democracia e promoção e respeito dos direitos humanos.

    Promete intensificar esforços para um Conselho de Segurança mais eficiente e equilibrado no âmbito do processo de reforma.

    Espera continuar a promover o diálogo entre civilizações como elemento essencial para a cultura da paz, respeito pela diferença entre os povos e prevenção de conflitos.

    Os angolanos no Conselho de Segurança contam contribuir para a identificação das causas dos conflitos e reduzir o espectro da violência, através da diplomacia preventiva.

    Se propõe ainda a promover a agenda africana e contribuir para a realização da paz e segurança no continente e noutras partes do mundo.

    O Estado promete continuar a apoiar o trabalho das Nações Unidas e as iniciativas das organizações regionais no continente no combate ao crime organizado e transnacionais e terrorismo internacional,reforçando os mecanismos internacionais para prevenção e mediação de conflitos.

    Na brochura de campanha em português, inglês e francês,  Angola evoca a experiência de trabalho e colaboração com o Conselho de Segurança na procura de soluções negociadas e sustentáveis para a resolução de conflitos.

    O membro da África Austral vai defender que a resolução de conflito seja feita através do diálogo franco e aberto, como forma de alcançar o consenso.

    Se propõe também a oferecer uma voz regional, forte e credível, que pode contribuir para que o Conselho de Segurança coopere mais estreitamente com as organizações regionais.

    Angola se apresenta também para a esta campanha como “um factor de paz e liberdade, na defesa dos seus interesses estratégicos nacionais e nas relações entre povos e nações, baseadas na dignidade e respeito da identidade de cada um.

    O Estado angolano já foi membro não permanente do Conselho de Segurança da ONU no período 2003/2004 e a actual candidatura é apresentada num momento em que o país vive um ambiente de paz, estabilidade, decorrente do processo de reconciliação nacional, cuja experiência se propõe partilhar.

    O país tem contribuído, como parceiro credível da ONU, para o seu orçamento regular em tempo, fazendo, simultaneamente contribuições para as várias agências especializadas da Organização.

    Na capa da cartilha está estampada a bandeira de Angola, com o lema “paz, segurança, estabilidade e desenvolvimento”.

    De seguida se lê a citação de um dos discursos do Presidente da República de Angola, José Eduardo do Santos, segundo a qual “a paz e a segurança são condições essenciais para o desenvolvimento da democracia e a promoção dos direitos humanos”. (portalangop.co.ao)

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Terminam audiências de julgamento por escândalo ‘Panama Papers’

    As audiências do julgamento por suposta lavagem de dinheiro contra os fundadores do extinto escritório de advocacia panamenho Mossack...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema