Terça-feira, Maio 21, 2024
19.5 C
Lisboa
More

    Amnistia Internacional publica novas imagens satélite dos “gulag” norte-coreanos

    (Foto: Aministia Internacional)
    (Foto: Aministia Internacional)

    A Amnistia Internacional, organização de defesa dos direitos humanos,publicou hoje novas imagens de satélite dos ‘gulag’ (campos de trabalho) na Coreia do Norte e testemunhos de antigos prisioneiros relatando torturas e execuções.

    A Coreia do Norte nega a existência de campos de trabalho para prisioneiros políticos mas, de acordo com estimativas independentes, entre 100.000 e 200.000 pessoas estão detidas em condições particularmente difíceis.

    As imagens dos campos 15 e 16, no sul e norte do país, respetivamente, foram registadas entre 2011 e 2013.

    Com uma área aproximada de 560 quilómetros quadrados e cerca de 20.000 detidos, o campo 16 conta, segundo as imagens, com «a presença de mais construções, o que indica um ligeiro aumento da população», de acordo com a Amnistia.

    As imagens evidenciam também «uma atividade económica substancial, ligada em particular à exploração mineira, florestal e agrícola», assim como a extensão de uma zona industrial.

    No seu relatório, a Amnistia Internacional detalha os abusos sofridos pelos prisioneiros através de testemunhos de antigos detidos ou guardas.

    ” Lee”, um desertor norte-coreano, que fazia parte dos responsáveis pela segurança do campo 16, na década de 1980 e até meados da de 1990, afirmou que «os presos eram obrigados a cavar as suas próprias sepulturas antes de serem mortos com um martelo na nuca».

    Há também relatos de que alguns foram estrangulados e espancados até a morte. De acordo com a testemunha, mulheres «desapareceram» depois de terem sido violadas.

    Uma comissão de inquérito da ONU sobre as violações dos direitos humanos na Coreia do Norte vai apresentar o seu relatório final junto do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas, em março de 2014.

    Esta é a primeira vez que uma instância da ONU lança uma investigação a esta escala sobre a Coreia do Norte.

    As autoridades norte-coreanas rejeitaram a criação desta comissão, recusaram-lhe a entrada no território e qualificaram as testemunhas ouvidas de «mentirosas». (tsf.pt)

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Presidente da República recebe PCA da TotalEnergies, enquanto produção de petróleo em Angola cai para 1,083 milhões bd

    O Presidente da República, João Lourenço, recebeu, esta segunda-feira, em Luanda, o Presidente do Conselho de Administração (PCA) da...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema