Domingo, Maio 19, 2024
15.3 C
Lisboa
More

    América Latina pretende competir com o Sudeste Asiático na produção de óleo de palma

    O mundo enfrenta uma escassez crescente do seu óleo comestível mais versátil, o óleo de palma. A solução pode estar nos produtores emergentes, a meio mundo de distância das vastas plantações de óleo de palma do Sudeste Asiático.

    Na Malásia e na Indonésia, que hoje representam a maior parte da produção mundial de óleo de palma, as árvores envelhecidas que cobrem grande parte da região estão a tornar-se menos produtivas. Entretanto, os trabalhadores são cada vez mais escassos e os controlos sobre o desmatamento foram reforçados, tornando mais difícil a replantação.

    O cenário é diferente a milhares de quilômetros de distância para os novos plantadores na Colômbia e na Guatemala. Aqui, alguns agricultores produzem quase o dobro da quantidade de óleo de palma por hectare em comparação com os seus pares do Sudeste Asiático. Além disso, para cumprir as iminentes regras europeias que proíbem as importações de culturas provenientes de terras recentemente desflorestadas, os produtores já estão intensamente concentrados na tecnologia de satélite e de geolocalização para garantir que as cadeias de abastecimento sejam totalmente rastreáveis.

    Com rendimentos elevados e a capacidade de atrair uma ampla base de clientes, livre de preocupações com a desflorestação, a América Latina está a emergir como uma nova fronteira para o óleo de palma, aumentando a concorrência, especialmente na Europa.

    Os agricultores da América Latina “aprenderam com os erros cometidos pela Indonésia e pela Malásia no que diz respeito à desflorestação”, disse Khor Yu Leng, economista da Segi Enam Advisors, uma consultora em Singapura. “Cadeias de abastecimento curtas, simples, visíveis e de baixas emissões devem vencer no jogo a longo prazo.”

    As exportações de óleo de palma da América Central e do Sul estão a aumentar. Aumentaram cerca de 70% na última década, em comparação com um aumento de apenas 14% nas remessas globais, de acordo com dados do Departamento de Agricultura dos EUA – um aumento acentuado, mesmo que as exportações dessas regiões ainda representem apenas 5% do total mundial, em comparação com quase 90% da Indonésia e da Malásia.

    A Colômbia já é o quarto maior produtor mundial e tem “muito espaço” para desenvolver seus 600 mil hectares de plantações, segundo Nicolás Pérez Marulanda, presidente executivo da Federação Nacional dos Produtores de Dendê.

    O governo identificou cerca de 5 milhões de hectares que são altamente adequados para a palmeira sem a necessidade de desmatamento, disse Pérez. Uma expansão desse tamanho colocaria o país no mesmo nível da Malásia em área.

    Os produtores na Colômbia estão a preparar-se para cumprir os novos requisitos das regras europeias de desflorestação, e tanto o país como a América Latina têm a oportunidade de se tornarem fontes fiáveis de óleo de palma sustentável para mercados de alto padrão como a Europa.

    Entretanto, os agricultores da Guatemala, o maior exportador de óleo de palma da América Latina, também estão a registar um aumento na procura europeia porque o país pode mostrar que a sua produção está livre de desflorestação através da monitorização por satélite de terceiros e da certificação sustentável.

    A Indonésia e a Malásia também utilizam satélites e drones para demonstrar rastreabilidade e comprovar a sustentabilidade e possuem sistemas de certificação em vigor. Ainda assim, os desafios são muito maiores devido à vasta dimensão das plantações, e tem sido uma luta árdua para aliviar as preocupações europeias relativamente ao óleo de palma e à desflorestação.

    Publicidade

    spot_img

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    TSE suspende julgamento de ações que pedem cassação de Moro por atos na pré-campanha em 2022; caso será retomado na 3ª

    O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) suspendeu nesta quinta-feira o julgamento das ações que pedem a cassação do senador Sergio...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema