Radio Calema
InícioMundoEuropaMacron visita Camarões, Benim e Guiné-Bissau na próxima semana

Macron visita Camarões, Benim e Guiné-Bissau na próxima semana

Emmanuel Macron visita os Camarões, Benim e a Guiné-Bissau na próxima semana. Trata-se da primeira visita ao continente africano do governante francês desde a sua reeleição, em Abril.

Deslocação a África, de 25 a 28 de Julho, do presidente francês Emmanuel Macron. Trata-se da primeira visita ao continente africano do governante francês desde a sua reeleição, em Abril.

A crise alimentar causada pela guerra na Ucrânia, a produção agrícola e as questões de segurança estarão no centro desta viagem, avança a Presidência francesa.

Segundo o Eliseu, a viagem visa “marcar a continuidade e o constante compromisso do presidente da República na sua vontade de reafirmar e renovar a relação com o continente africano”.

Na semana passada, Macron havia avançado com a vontade de “repensar, até ao Outono, o conjunto dos dispositivos militares de França no continente africano”, numa altura em que a força antijihadista Barkhane está prestes a terminar a sua retirada do Mali. Macron disse ser uma “necessidade estratégica” a colocação de “dispositivos menos expostos”.

A primeira etapa desta viagem será os Camarões, a maior economia da África Central. Emmanuel Macron tem encontro marcado na terça-feira com o seu homólogo, Paul Biya, de 89 anos de idade, 40 dos quais à frente do país.

Em cima da mesa estarão as possibilidades de investimento francês na agricultura camaronesa e os desafios da luta antiterrorista no norte do país.

Na quarta-feira, o chefe de Estado francês segue para o Benim, cujo norte enfrenta um aumento de ataques mortais, numa altura em que a ameaça jihadista está instalada desde o Sahel até aos países do Golfo da Guiné. Cotonou quer o apoio francês em termos de logística aérea, inteligência e equipamento.

O périplo de Emmanuel Macron termina na quinta-feira, na Guiné-Bissau, onde vai reunir-se com o presidente Umaro Sissoco Embaló, que está prestes a assumir a liderança da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO).

Diz a Presidência francesa que nestes dias “as questões de governação e do Estado de Direito serão abordadas em todas as fases”, todavia, “sem injunção dos média mas sob a forma de trocas directas com os seus homólogos”.

O chefe de Estado francês será acompanhado pelos ministros dos Negócios Estrangeiros e das Forças Armadas, Catherine Colonna e Sébastien Lecornu, o ministro delegado para o Comércio Externo, Olivier Becht, e a secretária de Estado do Desenvolvimento, Chrysoula Zacharopoulou.

FonteRFI

Siga-nos

0FãsCurtir
0SeguidoresSeguir
0InscritosInscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.