Radio Calema
InícioAngolaPolíticaCombate ao crime e terrorismo: Altas patentes de Angola e do Congo...

Combate ao crime e terrorismo: Altas patentes de Angola e do Congo Brazzaville analisam o fenómeno

O combate ao crime e terrorismo na zona fronteiriça Angola/Congo dominaram a sessão ministerial, está terça-feira, em Ponta Negra (Congo Brazzaville).

Os peritos da primeira comissão de defesa e segurança dos dois países analisaram as questões de operação, de verificação da fronteira comum, troca de mapas geográficos sobre a delimitação das fronteiras, com destaque para as três fronteiras (mar, rio e terra).

Segundo fonte da ANGOP, analisaram ainda o estado de implementação das recomendações emanadas na reunião bilateral entre os dois Estados, realizada, em Luanda, de 17 a 18 de Fevereiro do ano, bem como o projecto de protocolo relativo a luta contra à criminalidade e o terrorismo fronteiriço.

A referida comissão analisou a possibilidade da negociação e celebração de um acordo de cooperação em matéria de assistência mútua aduaneira.

Já a comissão de peritos de defesa e segurança encerraram o dia com o levantamento de algumas conclusões que serão remetidas à sessão ministerial, durante a qual se prevê assinar alguns acordos de cooperação.

Refira-se que os técnicos do MAT, MININT, MINFIN, MIREX, SINSE, SIE e IGCA, por parte da delegação angolana, fizeram trabalho de campo, passando em revista os marcos que delimitam o território angolano do congolês.

As duas comissões têm à testa o comissário principal de migração João António da Costa Dias, o Director Geral do SME e o comissário-chefe Francisco Ferreira Paiva, Comandante da Polícia de Guarda Fronteiras. As comissões são coordenadas pelo comissário-chefe António Pedro Candela, Segundo Comandante-Geral da PNA.

FonteAngop

Siga-nos

0FãsCurtir
0SeguidoresSeguir
0InscritosInscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.