Radio Calema
InicioAngolaPolíticaAutoridades eleitorais apelam a jovens para votar

Autoridades eleitorais apelam a jovens para votar

As autoridades angolanas estão preocupadas com a baixa adesão dos jovens aos BUAP para a emissão do cartão de eleitor. Para as eleições de 2022, idealizam-se taxas de registo eleitoral mais altas.

As autoridades eleitorais da província do Bengo estão preocupadas com o que pensam ser um baixo interesse dos jovens em fazer os seus registos eleitorais.

Sebastião Leite, chefe de Departamento de Modernização Administrativa e Gestão dos BUAP no Bengo, presume que os baixos números talvez sejam “por estarmos no início deste processo, ou porque ainda não levamos a massificação um pouco mais ativa”.

Estão disponíveis 23 postos para emissão do cartão de eleitor na província e a atualização do registo eleitoral oficioso teve início a 23 de setembro passado, tendo o seu fim a março de 2022. O processo de atualização é feito nos BUAP e traduz-se na emissão de um cartão de munícipe, após a apresentação do cartão de eleitor ou do Bilhete de Identidade.

Sebastião Leite é chefe de Departamento de Modernização Administrativa e Gestão dos BUAP no Bengo
(DR)

Jovens desconexos do processo de voto
A DW entrevistou alguns jovens na cidade de Caxito sobre a baixa afluência aos BUAP e as suas opiniões parecem traduzir uma falta de conhecimento generalizado sobre o assunto: “Para mim é interessante, mas não estou atualizado”, afirma um jovem. Outro afirma que “nem sabe onde se direcionar”. E um dos entrevistados admite: “Ainda não fiz, mas o nosso coordenador do bairro disse que é só chegar na administração”.

O chefe do BUAP no município do Dande, Quituxi Augusto, diz que não existe razão para os jovens não acorrerem aos postos e salienta a celeridade do processo. “O registo é feito em cinco minutos e fica com o cartão”. Para além disso, o representante deixa o apelo: “Pedimos a todos os munícipes que façam a adesão aos nossos serviços. Estamos aqui para resolver toda e qualquer situação”.

Campanha de sensibilização para aumentar eleitores
Sebastião Leite anunciou uma campanha de sensibilização para alterar a situação, “de forma a levar o conhecimento ao cidadão para que adira aos postos, que estão bem localizados”.

As autoridades eleitorais angolanas apelam a todos os angolanos para votarem nas próximas eleições gerais de 2022 e aderirem ao processo de registo eleitoral oficioso.

Até ao fecho do registo, o Governo espera ter na sua base de dados mais de 12 milhões de eleitores. O processo de registo eleitoral está a custar 120 mil milhões de kwanzas ao Governo (cerca de 166 milhões de euros).

FonteDW

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.