Radio Calema
InicioMundo LusófonoBrasilBrasil espera por mais informação para impor ou não restrições aos voos...

Brasil espera por mais informação para impor ou não restrições aos voos de Angola, que prosseguem

Angola, Malawi, Moçambique e Zâmbia são os países que as autoridades brasileiras assinalaram para possíveis restrições quanto a voos e outras medidas. Nesta altura, há já seis países da África Austral com restrições de voos. O Brasil já assinalou dois casos de Omicron, de dois passageiros oriundos da África do Sul, e um terceiro, que viajou a partir da Etiópia, está sob vigilância das autoridades sanitárias

O governo brasileiro diz que precisa de mais informação antes de impor restrições a Angola. Entretanto, os voos de Angola para o Brasil prosseguem em novas carreiras regulares.

Angola, Malawi, Moçambique e Zâmbia são os países a que o Brasil pode vir a impor medidas restritivas devido á nova variante do coronavírus Omicron.

O governo federal informou recentemente que antes de tomar medidas mais restritivas relativamente a estes quatro países africanos precisa de mais informação sobre a nova variante e a situação epidemiológica nestes países.

A decisão foi tomada após uma reunião no Palácio do Planalto – sede do poder executivo brasileiro – em que participaram diversas autoridades, incluindo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

O Brasil, e logo na passada sexta-feira, proibiu voos de e para a África do Sul, Botswana, Eswatini, Lesoto, Namíbia e Zimbabué, com um monitoramento a todos os passageiros que nos últimos 15 dias passaram ou viajaram a partir destes seis países da África Austral.

Entretanto, o Brasil conta já com dois casos infectados com a nova variante Omicron, e são dois passageiros que viajaram a partir da África do Sul e aterraram no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. Tratam-se de uma mulher de 37 anos e de um homem com 43 anos, embora estejam com o diagnóstico positivos, mas estão com sintomas ligeiros. As autoridades não esclareceram se ambos estavam ou não vacinados.

Há um terceiro passageiro, que viajou a partir da Etiópia e que está sob vigilância das autoridades de saúde brasileiras.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.