Radio Calema
InicioEconomiaDiamantes produzidos em Angola valem apenas 0,75% do PIB

Diamantes produzidos em Angola valem apenas 0,75% do PIB

Anton Lof, da RMG Consulting, um conhecido especialista internacional no sector dos recursos naturais, disse hoje em Saurimo, na Lunda Sul, que a produção de diamantes no país equivale a 0,75% do Produto Interno Bruto (PIB)

O consultor reconheceu as dificuldades de se formalizar a exploração de diamantes em Angola, mas, entretanto, deixou um alerta, disse que é necessário que as empresas estrangeiras que produzem diamantes num determinado país devem entender que a riqueza pertence ao povo e ao governo desse país.

Anton Lof, que falava na primeira conferência internacional sobre diamantes em Angola, a Angola International Diamond Conference (AIDC), acrescentou ainda que o pagamento dos tributos ao Estado pelas empresas pode ajudar no desenvolvimento das comunidades que circundam as minas de exploração de diamantes.

Quanto à produção de diamantes, e no se refere aos últimos anos, Lof adiantou que entre os maiores cinco países produtores de diamantes do Continente, Angola está em quinto lugar num ranking liderado pelo Botswana, seguido da África do Sul, Lesotho e Namíbia.

A “Angola International Diamond Conference” (AIDC) tem como objectivo divulgar a qualidade dos diamantes de Angola e atrair mais investimentos privados para o mercado deste mineral no país e começou nesta quinta-feira, dia 25, no Pólo de Desenvolvimento Diamantífero de Saurimo, na Lunda Sul.

“Angola: Destino para o Investimento Sustentável na Indústria de Diamantes” e o tema da primeira conferência internacional de diamantes realizada no país e vai decorrer até ao próximo sábado, dia 27, contando com a presença de ministros de minas das principais nações africanas produtoras de diamantes.

A conferência conta ainda com líderes de empresas diamantíferas, especialistas nacionais e internacionais, entre outras individualidades.

Durante três dias, os participantes à AIDC vão analisar e debater temas como “Os rendimentos na indústria diamantífera, nos últimos cinco anos”, “Métodos e disponibilidade de dados”, “Investigação geológica”, “Resultados de áreas com potencial mineiro” e “Desafios e impactos nas comunidades”.

Depósitos primários e secundários, prospecção, análise de mercado de diamantes, pesquisa de tendências de joalharia e dados de laboratórios, bolsa, futuro do mercado e financiamento sustentável e a exploração mineira e desenvolvimento de projectos diamantíferos em Angola são outros assuntos a serem analisados.

A propósito do certame, o secretário de Estado para os Recursos Minerais, Jânio Correia Victor, considerou o evento como uma grande oportunidade para se investir nesse sector estratégico para a diversificação da economia nacional.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.