Radio Calema
InicioDesportoOutras modalidadesVoleibol: Hernâni aposta na formação para desenvolvimento

Voleibol: Hernâni aposta na formação para desenvolvimento

Maior aposta nos escalões de formação e expansão do voleibol em todas as províncias do país, contando com o apoio da instituição reitora e outras entidades, foram hoje, em Luanda, apontadas como factores de elevação dos níveis competitivos e desenvolvimento da modalidade em Angola.

A constatação é do antigo internacional angolano Hernâni Bastos, em análise ao actual estado do voleibol interno, após a disputa do campeonato nacional, em ambos os sexos, na capital do país, considerando à ANGOP, que apesar das referidas carências, a disciplina já esteve pior do que no presente em que algum esforço é feito no seu relançamento.

“Num passado recente, o voleibol já esteve pior. Embora haja a necessidade de uma grande aposta nos escalões etários, para que se forme voleibolistas para o futuro, agora nota-se uma importante movimentação neste sentido. Podemos verificar um grande trabalho que está ser feito pelo Projecto Voleiblue, que congrega muitas crianças. Também existe acções em algumas províncias, mas sem os apoios necessários”, disse.

Acrescentou ser um imperativo aproveitar o potencial de praticantes existentes em estabelecimentos escolares, onde o voleibol faz parte da disciplina de educação física, constituindo-se equipas.

Para o treinador, o Voleiblue é o um projecto certo e que está produzir praticantes com qualidade e a precisar de réplica por parte de outras entidades, para que se possa ter o desenvolvimento desejado.

Apelou a Federação Angolana de Voleibol a redobrar esforços no sentido de conseguir apoios para competições jovens e participações das respectivas selecções nacionais, em provas internacionais, para que possam adquirir traquejo.

A escolha de jovens praticantes altos, a recuperação e enquadramento de jogadores que foram das extintas equipas do 1º de Agosto, participações em competições internacionais, a partir dos escalões inferiores, começando na Região Austral do continente (SADC), para depois pensar-se em outros eventos no exterior, também mereceram referências por parte do especialista.

Depois de mais de 20 anos dedicados ao voleibol, tendo iniciado na Académica do Lobito, na província de Benguela, passou pelo 1º de Agosto, como jogador, treinador e dirigente, incluindo nas selecções nacionais, Hernâni Bastos tem como objectivo criar um clube, que além do seu desporto predilecto, movimentará também o judo, numa iniciativa a ser concretizada no próximo ano.

Quanto ao Campeonato Nacional, com final no pavilhão da Cidadela, em que a mesma fonte da ANGOP elogiou pelo desempenho dos participantes, as equipas do Petro de Luanda, em masculino, e do Instituto Superior Politécnico de Tecnologias e Ciências (ISPTEC), em feminino, sagraram-se, campeãs da 35ª edição.

O Petro de Luanda derrotou, por 3-2, a Blue Vólei Clube (BVC), pelos parciais de 25-14, 25-21 e 15-13, perdendo para a formação afecta à empresa de bebidas, no segundo e terceiro set´s, por 26-24 e 25-20.

O Clube Desportivo Mente Activa terminou na terceira posição, ao vencer, por 3-0, a equipa do Porto Seco, pelos parciais de 26-24, 25-23 e 26-2.

A final feminina foi jogada entre BVC e ISPTEC. Apesar do equilíbrio, a instituição do ensino superior foi mais eficaz. A BVC subiu ao lugar mais alto do pódio, depois de ganhar por 3-0, pelos parciais de 25-19, 25-20 e 25-9.

Na disputa do terceiro lugar, o Petro superou a equipa da Refriango, por 3-1, pelos parciais de 14-25; 26-28; 25-19 e perdeu para os opositores, por 17-25.

No evento participaram sete equipas masculinas e cinco femininas, um total de 174 atletas, sendo 98 em masculinos e 76 femininos. Durante a competição foram disputados 30 jogos.

A primeira fase decorreu na Arena Refriango, ao passo que a segunda aconteceu no Pavilhão da Cidadela, e contou com a participação de equipas de Luanda e de Benguela.

ISPTEC, Blue Vólei Clube, Petro de Luanda, Refriango, Mente Activa, Sporting do Lobito e os grupos desportivos Porto Seco e Exército, são as formações que disputaram o Nacional.

FonteAngop

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.