Radio Calema
InicioDesportoFutebolFutebol feminino: Afinal, agressão a Hamraoui estará relacionada com ajuste de contas...

Futebol feminino: Afinal, agressão a Hamraoui estará relacionada com ajuste de contas de ex-namorado

O caso da agressão a Hamraoui, jogadora do PSG, continua a dar que falar. Afinal, Aminata Diallo, companheira de equipa, pode estar inocente e Abidal, ex-jogador e ex-namorado da vítima, é o novo suspeito.

Começou por pensar-se que teria sido um esquema planeado por uma companheira de equipa, que alegadamente queria ganhar a titularidade, mas, afinal, o caso da agressão a Hamraoui, de 31 anos, ganha outros contornos e, com eles, outros suspeitos.

Tudo aconteceu na madrugada de 4 de novembro. Depois de um jantar de equipa, Aminata Diallo estava a dar boleia para casa a Hamraoui, de quem é grande amiga, quando dois homens puxaram a segunda e a atacaram com barras de ferro nas pernas, causando-lhe vários ferimentos.

Num primeiro momento, suspeitou-se que o ataque teria sido encomendado por Diallo para ser titular num jogo da Liga dos Campeões, diante do Real Madrid, já que as duas atletas são centrocampistas. Aminata foi detida por 36 horas para ser interrogada mas acabou por ser libertada sem qualquer acusação, tendo lamentado, através do advogado, “a encenação totalmente artificial de uma rivalidade”.

“Essa teoria não corresponde em nada à verdadeira natureza do seu relacionamento. Outras pistas mais sérias foram encaradas pelos investigadores e em nada implicam a minha cliente. Aminata Diallo lamenta o empolamento mediático, que já a condenou, sem fundamento e lembra que não hesitará a defender os direitos na justiça, se necessário, contra qualquer difamação. Ela cooperou plenamente e facilitou o trabalho dos investigadores, saindo em liberdade”, afirmou ainda o advogado Mourad Battikh.

7/9/2010 ENTRENAMIENTO BRAZIL BARÇA B BARCELONA Eric Abidal.
(FOTO: DR)

Abidal e mulher passam a ser suspeitos

Agora, o caso ganha novos contornos. Depois de o “L’Équipe” ter avançado, no sábado, que a agressão se deveu a razões pessoais e não desportivas – a polícia francesa terá intercetado as chamadas telefónicas recebidas por Hamraoui dias antes do ataque e algumas delas terão sido feitas por um alegado ex-namorado, com quem teve uma relação durante três anos, quando ainda jogava no Barcelona, que terá dito que a jogadora do PSG lhe “estragou a vida” e que iria vingar-se – o “Le Monde” desta segunda-feira avança mesmo com um nome: o ex-atleta Abidal.

Segundo a publicação, o antigo internacional francês, que manteve uma relação com Kheira Hamraoui entre 2018 e 2020, pode estar envolvido no ataque, juntamente com a mulher, uma vez que os investigadores do caso concluíram que o cartão do telemóvel da jogadora está no nome de Abidal. Uma fonte do Ministério Público francês disse ao jornal que “serão ouvidos brevemente” e o “Le Monde” também garante que, durante as agressões, os dois homens terão perguntado “agora andamos a dormir com homens casados?”, frase que as duas atletas referiram nos respetivos interrogatórios.

Eric Abidal, ex-jogador de 42 anos, representou o Mónaco, Lille, Lyon, Barcelona e Olympiacos, clube no qual terminou a carreira, em 2015. Depois, da conquista de 23 títulos, entre eles duas Ligas dos Campeões, desempenhou funções de diretor desportivo no Barcelona, entre 2018 e 2020, período que coincidiu com a relação que manteve com Kheira Hamraoui, quando a atleta jogava no clube catalão, no qual conquistou duas ligas espanholas.

FonteJN

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.