Radio Calema
InicioAngolaSociedadeGreve geral por tempo indeterminado nas universidades públicas em Angola

Greve geral por tempo indeterminado nas universidades públicas em Angola

Está tudo parado nas universidades públicas do país.

Os professores filiados ao Sindicato Nacional dos Sindicatos (SINPES) prometeram e cumpriram com uma greve a partir desta quarta-feira, 10, e por tempo indeterminado.

Os docentes reiteram que enquanto o Executivo não honrar os oito pontos do caderno reivindicativo vão continuar de braços cruzados.
Os estudantes, através do Movimento de Estudantes Angolanos (MEA), mostram-se solidários com a greve, enquanto o Ministério do Ensino Superior ainda não se pronunciou.

“A greve é por tempo indeterminado, quando concluírem os oito pontos do caderno, vamos convocar a assembleia geral para analisar se a greve continua ou para”, afirma o coordenador do SINPES na zona Luanda-Bengo, Carlinhos Zassala.

A realização de eleições dos cargos de gestores das faculdades e universidades, aumento salarial, assistência médica e medicamentosa dos docentes, a harmonização dos planos curriculares, a formação contínua dos professores, condições como a construção de cidades universitárias no País, aposta na investigação cientifica e melhores condições dos laboratórios e bibliotecas são os oito pontos por resolver do caderno reivindicativo professores universitários.

Por seu lado, o MEA mostra-se solidário com os docentes.

“Nós, estudantes, estamos completamente desapontados com o Ministério do Ensino Superior que só está preocupado em fazer decretos, para aumentar propinas e não quer saber com a qualidade do
Ensino Superior, estamos solidários com os professores”, diz Joaquim Lutambi, do MEA.

Até ao meio-dia o Ministério do Ensino Superior não havia se pronunciado.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.