Radio Calema
InicioPolíticaMPLAGovernador de Benguela anuncia mão cheia de obras, mas UNITA alerta para...

Governador de Benguela anuncia mão cheia de obras, mas UNITA alerta para irregularidades

Na corrida à reeleição a primeiro secretário do Comité Provincial do MPLA em Benguela, antecâmara para o próximo congresso do partido no poder em Angola, Luís Nunes promete fazer da província o “maior canteiro de obras do país”, quando aumentam os questionamentos à volta do financiamento de 415 milhões de euros para projectos de emergência, anunciados em decreto presidencial no passado mês de Setembro.

O igualmente governador da província promete mexer em obras paralisadas há mais de cinco anos, como escolas, postos de saúde e um Campus Universitário, na Catumbela, e concluir as casas das 350 famílias vítimas da tragédia de Março de 2015, actualmente nos Cabrais.

O Orçamento Geral de Estado para 2022 começa a ser discutido na Assembleia Nacional, na próxima semana, mas a província tem já a garantia deste financiamento de uma empresa do Reino Unido, a ASGC Limited, para infra-estruturas básicas nos municípios de Benguela, Lobito e Baía Farta.

Adriano Sapiñala, deputado e secretário provincial da UNITA em Benguela, Angola.
(DR)

Altos funcionários do Governo provincial, abordados pela imprensa, evitam falar sobre o financiamento e, perante o silêncio das autoridades, o engenheiro ambiental Isaac Sassoma, docente universitário, alerta para o que é prioridade.

“Temos problemas sérios de saneamento básico, por exemplo a água, muitos bairros não têm, obrigando pessoas a percorrer com banheiras. Temos os problemas das valas de drenagem, precisam de ser limpas, das vias, os resíduos sólidos e o próprio crescimento desordenado das cidades”, sugere aquele especialista.

A obras serão entregues por ajuste directo, ou seja sem concurso público, o que é justificado com a necessidade de urgência na prevenção de estragos que levam vidas humanas.

Esta modalidade merece uma apreciação crítica do deputado Adriano Sapiñala, secretário provincial da Unita.

“Essas questões de mandar directamente os dinheiros para empresas do seu interesse … claramente que belisca a boa gestão. Infelizmente é a via do Presidente, os resultados não são satisfatórios , não há prestação de contas”, critica o parlamentar.

É neste contexto que o governador provincial em campanha para a reeleição no MPLA, na conferência aprazada para o próximo sábado, promete obras até Abril de 2022.

“Vamos aumentar a distribuição de água a nível domiciliar, embora em certos lugares não consigamos fazer em todas as casas, como é o caso dos Cabrais. Todas os municípios terão obras, todos que têm obras paradas há 4 ou cinco anos vamos acabá-las até Abril do próximo ano”, anuncia Luís Nunes, único concorrente ao cargo de primeiro secretário em Benguela.

O congresso do MPLA realiza-se no início de Dezembro.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.