Radio Calema
InicioMundo LusófonoMoçambiqueCabo Delgado: Detenção de militares por assalto a bancos é alerta para...

Cabo Delgado: Detenção de militares por assalto a bancos é alerta para outras violações

Trinta militares das Forças Armadas de Defesa de Moçambique estão detidos em conexão com alegados assaltos a bancos na vila de Palma, em Cabo Delgado, reporta a publicação online Carta de Moçambique.

O assalto terá ocorrido após a invasão, em Março, de terroristas do Estado Islâmico.

Confrontado com a notícia, o Chefe do Estado Maior do exército moçambicano, Joaquim Mangrasse, limitou-se dar garantias de que condutas desviantes não são toleradas nas Forças de Defesa e Segurança.

“A minha missao é defender Moçambique. Eventualmente nos efectivos há assuntos de ordem disciplinar e criminal, penso que as autoridades tomam as medidas necessárias”, disse Mangrasse.

Albino Forquilha, especialista em assuntos militares, diz que as questões imputadas aos 30 militares são de uma gravidade que a se confirmarem, darão razão a algumas queixas populares, sobre violações de direitos humanos.

Para aquele analista, no ponto que a situação chegou, o apelo é que haja investigação séria e a verdade seja devidamente apurada, diz o analista.

“Há que se fazer uma investigação séria e aprofundada. Se de facto há detidos, já é um passo positivo, ainda que tardiamente, uma vez que, a situação devia ter sido diagnosticada e resolvida logo no início”, conclui.

Os assaltos teriam acontecido em Março, após os ataques de insurgentes a Palma.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.