Radio Calema
InicioEconomiaBPI triplica os lucros em Setembro, do resultado líquido de 242 milhões...

BPI triplica os lucros em Setembro, do resultado líquido de 242 milhões de euros, 100 milhões tem origem no BFA

O BPI reportou um resultado líquido de 242 milhões de euros no acumulado dos nove primeiros meses deste ano, valor que representa quase o triplo dos lucros de 86 milhões que tinham sido alcançados em igual período do ano passado. Em Portugal, o banco ganhou 137 milhões de euros, praticamente o triplo dos ganhos de 2020.

As contas foram divulgadas em Lisboa em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Para este aumento significativo dos resultados positivos do banco português, muito contribuiu o banco angolano BFA (Banco de Fomento de Angola).

“Na actividade em Portugal, o resultado líquido recorrente do BPI ascendeu a 137 milhões de euros, que compara com os 47 milhões de euros registados no mesmo período do ano passado, quando se registaram imparidades significativas para prevenir potenciais impactos da pandemia. O contributo da participação no BFA para o resultado consolidado foi de 100 milhões de euros (que inclui os 40 milhões de euros do dividendo de 2020 e 50 milhões de euros da distribuição de reservas reconhecidos em resultados)” diz o comunicado da instituição enviado à CMVM.

O banco português detém 48,5 do BFA desde 2017, sendo que teve mesmo participação maioritária que teve de alienar por pressão do BCE (Banco Central Europeu), vendendo 2% à UNITEL nessa altura.

Em termos de solidez, o BPI cumpre hoje os requisitos mínimos exigidos pelo Banco Central Europeu: o rácio mais exigente, o CET1, está nos 14,5%, quando o patamar mínimo era de 8,5%. O capital total exigido está fixado nos 12,875%, estava em 17,6% em Setembro. Números que não foram afectados de forma acentuada pela distribuição de dividendos.

Entre Janeiro e Setembro, o BPI conseguiu ainda aumentar a margem financeira em 2,8%, para os 340 milhões de euros, ao mesmo tempo que as comissões líquidas cresceram 15,7% e totalizaram 204 milhões de euros. O produto bancário cresceu, assim, mais de 10%, fixando-se em 544 milhões no final de Setembro, explica o português Jornal de Negócios.

Já os custos de estrutura reduziram-se em 1%, para os 326,2 milhões, enquanto o rácio de “cost-to-income” diminuiu para 54,7%.

Quanto à capitalização do banco, o rácio de common equity tier 1 aumentou de 13,9% em setembro de 2020 para 14,5% no mesmo mês deste ano.

O BPI reestruturou os seus quadros em cerca de 77 trabalhadores dispensados até Setembro deste ano através de reformas antecipadas e rescisões por mútuo acordo, processo em que gastou 13,9 milhões de euros.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.