Radio Calema
InicioAngolaSociedadeCOVID-19: Pro Bono Angola promove debate sobre o custo político, social e...

COVID-19: Pro Bono Angola promove debate sobre o custo político, social e económico da pandemia em Angola

A Associação para o Bem de Angola – PRO BONO ANGOLA promove em parceira com a Emissora Católica de Angola, no dia 29 de Outubro de 2021, pelas 09 horas, no Auditório das Irmãs Paulinas, a terceira Mesa Redonda sob o lema: “Em busca de respostas para entender os custos da COVID-19 em Angola”.

O evento, segundo uma nota da organização enviada ao Portal de Angola, será transmitido em directo na Emissora Católica de Angola e também, nas distintas plataformas digitais da organização.

A actividade visa avaliar os efeitos adversos da pandemia na política, no tecido social e económico; pensar global e agir local em busca de soluções para mitigar a crise económica e social; e, prognosticar o futuro político, social e económico, partindo da análise da actual conjuntura.

«O Custo Político Económico e Social da Pandemia COVID-19, em Angola é o tema principal do evento que vai contar com a participação de António Ventura (jurista e docente universitário), Irª. Emiliana Mbundo
Osvaldo Mboco (analista político), Olívio Nkilumbo (Politólogo e Docente Universitário), Zullini Bumba (Escritora e Activista Social).

De acordo com o Presidente da PRO BONO ANGOLA, Bartolomeu Milton, o presente evento foi pensado devido o impacto negativo da COVID-19 sobre a política, a economia e o tecido social, à escala planetária.

“Temos a responsabilidade de promover e incentivar o debate público em torno do custo político, social e económico da pandemia. Estas acções irão contribuir para uma maior abertura e diálogo social construtivo com vista a encontrarmos caminhos seguros que mitigarão as adversidades provocadas pela crise sanitária mundial.

Associação para o Bem de Angola – PRO BONO ANGOLA é uma organização não governamental, sem fins lucrativos, fundada em 2016, com a missão de contribuir para a mudança da mentalidade dos cidadãos e defender/promover os legítimos interesses da sociedade Angolana nos domínios dos direitos humanos, da ética, da transparência e responsabilidade na gestão pública (…), da educação para a cidadania, da cultura e promoção da paz e seus desígnios; e, do apoio assistencial aos grupos sociais vulneráveis, promovendo o desenvolvimento de Angola, a sã convivência e o bem-estar social das populações.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.